Sofrimento: experiência de morte ou de vida

Existem muitas formas de sofrimento, ele pode ser físico, moral e até mesmo espiritual. Não há um ser humano sequer isento de amargura, de dor e de todos os outros sentimentos típicos de quem sofre, como a solidão, a tristeza, a angústia, etc… Ninguém gosta de sofrer, nem precisa gostar. Aqui apresento a maneira que Jesus nos ensina a viver esse momento de dor. Esta é a maneira de sofrer que convido você a refletir comigo: sofrer com sentido.

Jesus disse: “Bem-aventurados os que choram porque serão consolados” (Mt 5,4).

No texto original grego o verbo “chorar”, ao qual Jesus aqui se refere, significa “luto”, “dor”, “aflição”, “cerimônia de luto” e “desgraça”, ou seja, é aquela dor que nos leva a preferir a morte à vida ou de tão intensa consome todas as forças do corpo e da alma. O profeta Jeremias chegou até a afirmar: “Maldito o dia em que nasci! Nem abençoado seja o dia em que minha mãe me deu à luz” (Jr 20,15).

Se você se encontra em uma dor semelhante a essa, saiba que é para você esse texto, Deus quer lhe falar, portanto, leia com calma a partir de agora.

A primeira frase que um cristão geralmente diz quando depara com um sofrimento assim é: “Deus me abandonou” ou “Onde está Deus?” ou ainda: “Por que isso comigo?” Se você já passou por isso ou se encontra nesse estado, melhor do que ninguém sabe que nesta hora parece que nenhuma palavra ou ninguém é capaz de lhe retirar a dor. Até pode surgir uma frase bem comum: Nesta hora palavra alguma adianta! E, de fato, o silêncio é palavra certa para os momentos de barulho interior. A resposta ao sofrimento não se encontra na lógica dos acontecimentos.

Como encarar o sofrimento do jeito de Jesus?

A resposta está no próprio versículo que lemos acima. Preste atenção: “Bem-aventurados”, felizes “os que choram”, ou seja, aqueles que fazem uma experiência de viver como mortos, embora estejam vivos, porque serão consolados” (cf. Mt 5,4). O verbo “consolar”, no texto em grego, é o mesmo que se refere ao Espírito Santo, o Consolador. Veja bem: é o Espírito Santo quem consola aquele que chora, essa é uma promessa do Senhor.

O sofrimento faz parte da vida, agora cabe a você querer vivê-lo com sentido, quero dizer: vivê-lo com esperança. Viver com esperança no sofrimento é assumir a realidade de que tudo passa neste mundo e de que nenhuma experiência de morte prevalece diante do Espírito Santo. O “consolar” aqui significa ser livre dessa experiência de morte, significa experimentar a força da ressurreição que levantou Jesus do sepulcro. A morte não tem poder sobre o Senhor nem sobre nenhum daqueles que morrem com Ele.

Paulo disse: “Se morrermos com Cristo, cremos que também com ele viveremos” (Rm 6,8). Viva seu sofrimento com esperança! Esse é o único modo de dar sentido a ele. Então sofra as demoras de Deus no silêncio, no abandono e na oferta. Cristo morreu em uma cruz, então saiba que todo crucificado será ressuscitado e que as experiências de morte passam. Se vividas em Cristo estas serão transformadas em vida. O modo como isso se dará nem eu nem você somos capazes de encontrar uma resposta satisfatória, mas o cristão sabe que vale a pena porque será consolado.

Tudo passa, aguente firme! Você será consolado!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.