Ser prudente

Queridos amigos e amigas!

Sempre nos decepcionamos quando tentamos dar um passo maior do que a perna. Querer abraçar o mundo é uma das grandes tentações da globalização. Vivemos num mundo ousado e ambicioso. Imaginamos que podemos tudo, que somos invencíveis e imortais. Contudo, sabemos que a realidade é bem diferente. É preciso ter prudência e jamais dar murro em ponta de faca.

Ser prudente é calcular bem. É pensar e repensar sobre as coisas importantes da nossa vida. Vale a pena parar para pensar quando algo não está indo bem. Não podemos sair por aí acusado as pessoas porque alguma coisa não está dando certo. Só é prudente quem se conhece. Você sabe do que você é capaz? Conhece igualmente os seus limites?

A pessoa prudente faz o que pode e nunca busca fazer o que não consegue. Aquilo que podemos fazer, façamos da melhor maneira possível. O que não conseguimos sozinhos, peçamos ajuda.

O que é impossível para nós, mesmo com a ajuda dos outros, coloquemos nas mãos de Deus: “Aquilo que a gente não pode fazer, Deus faz”.

Quantas vezes nos arrependemos por ter sido imprudentes no falar, no olhar, no agir e no pensar? “Por que fui dizer isso?” “Por que fui fazer isso?” Não se deixe levar somente por seus impulsos. Não somos meros animais. O ser humano é definido como animal racional. Sim, somos capazes de pensar e repensar. De pesar as diferentes situações da vida na balança da nossa experiência e da nossa inteligência. Não se deixe levar pelo rio caudaloso dos impulsos repentinos.

Deixe essa “água” passar. Deixe a poeira se assentar. Tudo vai mudar.

Desejo que sejamos todos um pouco mais prudentes em nossas escolhas e em nossa vida. Quue Deus nos abençoe e nos ajude nesse propósito!

De coração aberto,

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.