Santidade é ter as atitudes de Jesus

O que é a santidade? Santidade é ter a face de Cristo, as atitudes d’Ele, temperamento, desejo, entre outros. Santidade é presença de Jesus em nossa vida.

A santidade parte de Deus e só podemos ser santos n’Ele. A sua história pessoal e tudo aquilo que Deus tem e quer fazer na sua vida é um momento único que vai exigir de você obediência.

O que você deseja é que o seu coração seja cheio do Espírito Santo; você deseja dar a Deus a santidade da sua vida, com o seu “sim”, com uma resposta concreta de amor. No entanto, essa atitude custa vida, experiência do dia-a-dia, sacrifício e, principalmente, não se esconder atrás de uma devoção, pois muitos se escondem atrás de uma devoção que não leva ninguém a lugar nenhum, por exemplo, quando vocês vão visitar santuários como simples turistas.

Só Jesus Cristo é santo. É a santidade d’Ele que atravessa o tempo e a história e entra na vida de cada um. É ela que faz de nós homens e mulheres santos. Sem o Senhor, ninguém é santo, ninguém é forte, ninguém é nada. Por essa razão, você tem de crer que o Senhor é capaz de fazer de você um homem e uma mulher santos. Saia da ignorância, acredite que Deus pode mudar a sua vida e levá-lo a uma vida de santidade.

No mundo atual – onde tudo é rodeado pelo capital e pelo dinheiro – precisamos dar um testemunho diferente e mostrar a ele que a nossa devoção nos leva à santidade e não somente a um aproveitamento financeiro da devoção.

A Igreja precisa de santos e santas hoje, agora. Para sermos santos e santas, neste momento presente, é preciso um amor extraordinário por Jesus, um amor que tenha a coragem de lutar contra todas as estruturas de pecado. Não há santidade sem liberdade! Ela não pode ser vivida sem o ato de ser profeta, que exige anúncio e denúncia; ela não pode ser vivida sem luta contra todas essas estruturas que abalam a Igreja.

Santidade é luta pessoal, pois só você pode ter a certeza interior de que a busca defendendo a verdade que está na Igreja, com amor esponsal consumindo-se pela Igreja de Cristo, mesmo que isso lhe cause perseguição.

Ser santo não é somente imitar Jesus, mas é ser Jesus, é vivê-Lo. Não dá para ser santo vivendo como todos vivem, aplaudindo tudo, vivendo de acordo com o sistema deste mundo. É preciso ir na contramão. Embora isso custe vida e sacrifício – é o jeito que o Senhor deseja que vivamos. Você não pode ficar na hipocrisia de uma vida falsa.

A santidade precisa dar ao mundo um sinal de contradição, e dizer sempre que o “sim” é “sim” e que o “não” é “não”. Precisa ser uma mudança interna do nosso interior, uma mudança de “ossos” como diz São Paulo. Não se esconda atrás do túmulo dos santos, vá aos santuários buscando ser santo. A luta é sua, a dor, as lágrimas são suas, o ardente desejo de santidade é somente seu.

Que Jesus não seja somente uma lembrança. Você não é uma “ovelha perdida”, pois tem um Pastor. O Senhor nos diz que esse mundo nos odiará, mas é tudo pela santidade.

Autor: Padre Roberto Lettieri

Padre Roberto é fundador da Fraternidade Toca de Assis, que tem como principal carisma a adoração ao Santíssimo Sacramento e o acolhimento aos mais necessitados. Prega diversos encontros e retiros por todo o Brasil.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.