O perigo da falsa humildade

Por muito tempo vivi uma falsa humildade que me levou a viver um constante e grande complexo de inferioridade. Este sentimento gerava em mim medo e insegurança diante das pessoas e das situações. Não sentia paz, e uma grande opressão pesava sobre mim: A opressão de não ser eu mesmo! De não me sentir livre.

Com o tempo, fui compreendendo que humildade não era viver na insignificância, escondendo-me de tudo e de todos. Não é negar os meus talentos, as minhas qualidades, muito pelo contrário: Humildade é reconhecê-los e colocá-los em prática tendo sempre em mente que se os tenho é porque Deus os deu a mim.

Acredito naqueles que são verdadeiramente humildes e pobres! Que, embora tendo tantos talentos e tantas qualidades, não se apegam a essas virtudes, pois não as atribuem como um mérito pessoal, mas como um dom divino, como uma graça recebida do próprio Deus.

Muitas pessoas pensam que humildade é, muitas vezes, perder a dignidade e deixar que todos pisem nelas e façam com elas o que quiserem, mas não é isso! Precisamos entender que nós, seres humanos, temos uma dignidade que nos foi dada pelo Senhor. Somos pessoas e precisamos ser respeitados como tal, como cidadãos. Temos direitos e devemos lutar por eles. A humildade tem o seu silêncio, mas também tem a sua voz.

Também há pessoas que acham que humildade é aceitar tudo o que pensam e dizem sobre elas. “Fulano falou algo de mim é isso mesmo! Eu sou assim mesmo. Ele está certo…” A meu ver não é nada disso. Porque muitos dizem coisas boas que são verdades, mas também afirmam coisas ruins que, muitas vezes, não refletem a realidade.

“E como fazer para encontrar a verdade?” Você deve estar se perguntando. Tenho feito o exercício de ouvir o que o outro tem a dizer a meu respeito, de não argumentar, mas também de não aceitar de imediato tudo o ele que afirma sobre mim. Faço o seguinte: Escuto o que foi dito, depois faço um autoquestionamento de mim mesmo e rezo pedindo ao Espírito Santo que me mostre onde está a verdade. Posso lhe testemunhar o quanto esta experiência tem sido eficaz em minha vida. Acredito que muitos de nós ainda não vivemos tudo aquilo que somos porque estamos numa vida de falsa humildade. Trajamos em nós uma veste que não é real.

Acredito que este texto pode ser revelador tanto para mim quanto para você! Creio que ele foi inspirado pelo Espírito Santo. E sabe por quê? Porque a conclusão a que cheguei nele mudou a minha vida! Deu-me uma nova visão do que é a humildade. Fez-me mais livre e me sinto mais eficaz em minha missão! Louvo a Deus por ter entendido isso agora aos 26 anos de idade. Já pensou se já estivesse lá no fim da vida? Não seria muito bom olhar para trás e ver que perdi tanto tempo, deixei de fazer tantas coisas e de ter crescido humana e espiritualmente por ter vivido uma falsa humildade, por ter ficado parado em meu complexo de inferioridade.

Convido você a rezar junto comigo esta pequena oração de cura: “Senhor, eu tenho valor, eu tenho qualidades, pois o Senhor me deu talentos. Obrigado, Senhor!”

Que Deus abençoe você!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.