Ninguém erra por buscar a vontade de Deus!

Muitas vezes, ao partilhar algo com jovens, que assim como eu, se sentem chamados a uma vocação, escuto sempre esta frase: “Eu tenho medo de errar, de não ser esse o lugar que Deus quer!” Este é um questionamento que sempre aflige o coração daqueles que estão descobrindo sua vocação.

Olhando para a minha curta caminhada vocacional, percebo que eu também me fiz esse questionamento, e que ele nada mais é do que medo disfarçado de preocupação. Isso mesmo: medo.

O jovem tem medo de se decidir por algo, de tomar uma decisão definitiva, que somente ele vai arcar com as conseqüências. Muitos buscam pessoas, palavras, sinais, para confirmar a sua vocação, o que – em muitas situações – pode significar o desejo de responsabilizar alguém pelas suas atitudes. O jovem tem medo de decidir pela sua vida.

Esse medo começa a partir do momento em que ele se percebe crescendo, amadurecendo, se comprometendo. É neste momento que, na grande maioria das vezes, Deus entra na vida dele e faz o chamado. Agora ele tem de se decidir!

Vivemos em uma sociedade que desacreditou nas escolhas definitivas, que desacreditou em tudo que é para sempre. É nessa sociedade que os jovens hoje se vêem.

Mas há um caminho! Deus quando escolhe alguém é de forma definitiva. A escolha de Deus independe do seu querer, do seu medo. Claro, Ele o escolhe, mas você é quem dá o sim. Mas mesmo que você fuja, corra, o chamado vai sempre estar no coração de Deus, e se você mudar de idéia, Ele estará pronto a conquistá-lo novamente.

Não tenha medo de se arriscar no caminho que leva à vontade de Deus. Não tenha medo de errar, de perceber mais na frente que não era bem aquele o lugar que Deus havia preparado para você. Deus vai aproveitar de todas as suas experiências para fazê-lo crescer. Se não for aquele o ponto de chegada, durante a corrida Deus vai lhe mostrar o desvio. Não tenha medo de se arriscar!

Independente da vocação – matrimônio, sacerdócio, vida consagrada ou até mesmo uma vocação profissional – no mundo irão existir sempre dois tipos de pessoas vocacionadas por Deus: as que se arriscaram e descobriram a verdade do Senhor para elas, e as que nunca deram passos e ficaram sempre se questionando: “E se eu tivesse dado passos nesta direção?” Você é quem escolhe que tipo de pessoa quer ser.

Medo todos temos. Eu o tive. Eu o tenho. Mas cada vez que esse medo salta em meu coração eu me lembro de Quem me chamou. Lembro-me de que foi Deus quem me fez o chamado, e Ele pode cuidar de tudo – basta que eu deixe que Ele cuide – e dê passos na fé.

O segredo é se arriscar! Ninguém erra por buscar a vontade de Deus. Se você se lançar, o mais Deus tudo fará!

Deus abençoe a sua vocação!

Seu irmão,

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.