2º dia - Novena a Santa Teresinha

Santa Teresa do Menino Jesus exemplo de missionariedade

Chamado à vida missionária é fruto de Santa Teresa do Menino Jesus

Em 1998, ano do centenário da morte de Santa Teresa do Menino Jesus, eu frequentava o grupo de jovens da minha cidade, em Catolé do Rocha (PB). Então, soube que a urna com as relíquias da santa viria, à noite, para uma vigília. Eu já era “da Igreja”, mas tinha um anseio por descobrir o meu lugar. Nessa madrugada, lembro-me bem de que coloquei a mão na urna e falei: “Teresinha, eu quero ser missionária!”.

Na hora, eu me assustei com o que falei, pois não tinha conhecimento de nenhuma realidade que comportasse esse pedido. Passado pouco tempo, descobri a Canção Nova, fui me apaixonando por essa forma de viver e fui me encontrando. No mesmo ano, fui conhecer a frente de missão em Gravatá (PE); no ano seguinte, já estava fazendo o caminho vocacional para a Comunidade Canção Nova.

Leia mais:
.: Confira outras novenas
.: Reze com confiança a novena a Divina Misericórdia
.: As bênçãos de outubro
.: Mês das missões

Ingressei na Comunidade no dia 2 de janeiro (aniversário de Santa Teresinha) de 2002 . Já estou no meu 17º ano de vida na comunidade, sob o olhar e a companhia dessa “amiga do Céu”. Poderia dar inúmeros testemunhos, pois, desde criança, ela me acompanha.

Convido você a conhecer e a se aprofundar no conhecimento de Santa Teresinha, que soube achar o lugar dela no seio da Igreja.

“No coração da Igreja, serei o amor!” (Santa Teresinha)

Ana Paula Sá – Membro da Comunidade Canção Nova

2º dia da Novena a Santa Teresinha

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.