Reflexão

Tenhamos serenidade diante das críticas e ofensas

Precisamos agir com serenidade e maturidade diante de críticas e ofensas

Um dos grandes segredos para sermos felizes é sabermos enfrentar os problemas com maturidade e serenidade. Se quisermos ser felizes, não deixemos que nada de negativo invada nosso coração. Procuremos viver reagindo com naturalidade. É claro que vamos nos sentir magoados quando alguém nos ofender, mas, como já sabemos, é preciso ter serenidade e maturidade diante das críticas e ofensas.

Infelizmente, a maioria das pessoas acha que precisa ter sempre razão acerca de tudo. E isso também tira-lhes a paz interior, pois se sentem forçadas a argumentar até as últimas consequências. Aí está a causa de tantas brigas, discussões e contendas. Não precisamos ter sempre a última palavra. O outro também pode ter razão; talvez estejamos enganados. Talvez o outro precise de um reforço positivo, talvez também tenha necessidade de se superar. São argumentos que nos ajudam a não perdermos a paz com discussões idiotas.

Tenhamos-serenidade-diante-das-críticas-e-ofensasFoto: OSTILL by Getty Images

O que a Bíblica nos ensina?

A Bíblia nos diz que Jesus não discutia nunca. Ele simplesmente respondia, ocultava-se de Seus adversários ou se retirava. Em meio a uma discussão que não levaria a nada, “ocultou-se deles” (cf. Jo 12,36). Jesus sabia quem era, a verdade que possuía e a importância de Sua missão. Por isso mesmo, ao ser uma vez agredido, “passando por eles, retirou-se” (cf. Lc 4,30). Ele nunca contestava. Jamais precisou argumentar: “Só saio daqui quando provar que sou o Filho de Deus”. Ele sabia que o era.

Essa é uma das grandes ações que podemos e devemos experimentar. Tenho procurado realizar isso em minha vida e tenho percebido, cada vez mais, que os frutos são muito positivos. Por que vou perder tempo tentando me defender? Ora, quando uma pessoa nos acusa, ela o faz por motivos interiores. Ou a estamos incomodando ou questionando algum comportamento seu com nossa atitude. Então, ela passa para a defensiva e procura nos provocar. Tristes daqueles que aceitam a provocação. Acabam se igualando na provocação.

Leia mais:
.: Respeitar a escolha do outro com serenidade
.: O valor e a importância da tolerância no cotidiano
.: Será que sou uma pessoa contestadora?
.: Socialização, os sintomas da maturidade

Tenha um coração curado

Para manter a paz interior, é preciso muito mais que algumas pistas psicológicas. É preciso ter o coração curado. A cura interior nos revela quem somos, mostra-nos que não precisamos provar nada a ninguém. Basta que saibamos, com humilde e serenidade, diante de Deus e de nós mesmos, quem somos de fato. A cura interior nos ajuda também a mudar o que em nós precisa ser mudado.

Trecho extraído do livro: “Seja feliz todos os dias”, padre Léo, SCJ

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.