Você!

Muitas pessoas interessadas em evangelizar acabam desistindo de seus propósitos. A maior razão para que isso ocorra é que elas se sentem não capacitadas para evangelizar. Sim, ao longo da história, esta tem sido a desculpa de muitas pessoas chamadas por Deus para servir o seu Reino. Se investigarmos, verificaremos que freqüentemente se referem à pregação. Lembra-se que Moisés também deu a mesma desculpa quando Deus lhe disse para ir ter com o Faraó do Egito. Jeremias também se utilizou do mesmo pretexto dizendo ser muito jovem e incapaz; assim como Gedeão, da mesma maneira, encontrou sua justificativa. Mesmo em nosso tempo, as pessoas continuam a dar desculpas.

Podemos perguntar-nos qual é a ferramenta mais importante para que a evangelização ocorra. Seriam as “qualidades” que precisamos para evangelizar? Minha resposta é: a ferramenta mais importante ou a qualidade mais importante que você precisa apresentar para fazê-lo é você próprio. Sim, Deus está interessado em você, e não no que você tem ou no que você sabe, mas em você! Assim, não se surpreenda, quando Deus escolhe uma pessoa gaga, ou muda, sem conhecimentos, tímida, aleijada ou com qualquer outra limitação. Ele sabe o que está fazendo. Deus está somente interessado em sua disponibilidade, o resto Ele sabe como lidar.

Certamente Ele saberá o que fazer com os nossos “defeitos”. Para aqueles que não são bons oradores, Ele proverá um “Arão” como o fez no caso de Moisés. A propósito, quem disse que a evangelização é somente anunciar? Há muitas maneiras pelas quais Deus pode usá-lo para a evangelização.

A palavra de Deus nos ensina que cada um foi abençoado na medida da graça e certamente Ele sabe como você é e onde utilizá-lo efetivamente, basta você se avaliar e perceberá isso.

Na Uganda, país de onde venho, muitas pessoas não sabem ler ou escrever, tampouco conhecem o idioma Inglês (NT. Uganda é um país com muitos dialetos e tem o Inglês como idioma oficial), contudo, são eficazes em apresentar a mensagem de Deus. Um bom exemplo é minha avó que sabe apenas escrever seu nome e lê somente em seu dialeto, contudo, tem sido um testemunho eficaz através de diversas formas: em seu estilo de vida atrai a atenção de outras pessoas que acabam sendo apresentadas a Jesus.
Eu a vejo servindo efetivamente como orientadora de pessoas que vêm até ela buscando conselhos e orações. Para que isso pudesse acontecer, não foi necessário que antes ela freqüentasse a escola, para se capacitar, para depois evangelizar.

Deste modo, de forma muito confiante, posso dizer que Deus tem um chamado para cada um de nós e nunca o descobriremos se continuarmos a nos esconder em nossa falta de capacitação. Apenas se apresente ao Senhor permitindo que Ele o use de acordo com Sua vontade. Você se surpreenderá em quão útil você será a serviço da evangelização. Lembre-se que evangelizamos não somente com palavras, mas com o nosso modo de ser, por isso, tudo em nós deverá ser evangélico. Isso não significa que estejamos minimizando a importância da capacitação para evangelizar.

Todos somos úteis e cada um de nós é capaz de evangelizar, pois temos o Espírito Santo para nos auxiliar.

Se o Espírito Santo não puder nos ajudar, quem poderá fazê-lo? Não subestimemos o poder de Deus, que tem o controle de todas as coisas: tempo, espaço e tudo o mais sobre a terra.

Levante-se, meu amigo, e apresente-se a Jesus, permitindo-Lhe trabalhar com você. Você é aquele que Ele precisa.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.