Vivência familiar

Viver e crescer inserido dentro de uma família é de fundamental importância para a criança. Tem um filósofo alemão chamado Phillip Lersch, ele é autor de um livro chamado ‘Estrutura da Personalidade’, nesse livro ele traz o tema da família: ele comenta que a família é muito mais que uma construção social, não é uma invenção humana para responder suas necessidades, principalmente social, a família faz parte do cerne do homem, é a essência do ser humano. A família é como o ar que respiramos e como a comida que necessitamos; como não podemos viver sem o ar e sem comida, também não podemos viver sem a família; como o corpo precisa do ar e do alimento para crescer em estatura, o ser humano precisa da família também para poder desenvolver em sabedoria.

Sem a presença do ar e do alimento nosso corpo pode perder suas funções vitais, pode atrofiar-se e a tendência é o caminho da morte desse corpo, assim também acontece quando um ser humano não cresce dentro de um seio familiar. A família é fundamental para o desenvolvimento e crescimento do ser humano. Veja bem, uma criança inserida dentro de uma família, o seu crescimento é completo: cresce fisicamente, psiquicamente e espiritualmente.

Quando comento sobre a dimensão espiritual do ser humano não reduzo somente à sua religiosidade, mas sobre a sua vivência no mundo, com tudo aquilo que ele colhe sob a influência do mundo e o que ele interfere no mundo por causa de sua presença. Dentro disso, podemos pensar que é no seio familiar que a criança vai firmando e tornando mais claro seu sentimento de pertença, ou seja, só sentirá que pertence a uma raça, a uma nação, um estado, um município, um bairro e até mesmo uma religião, porque primeiro sentiu que pertence a algo, a alguém, ou melhor, pertence a uma família; é dentro da família que a criança vai adquirindo os valores, tantos os valores universais, morais, éticos, como os valores religiosos, é na família que ela experimentará a vivência das virtudes, o sentimento de justiça, é ali quando se percebeu livre e amada que aprendeu a sair de si para ir ao do outro; é a família que ajudará a criança a desenvolver uma presença afetiva, responsável e livre no mundo e que ajudará a pessoa a ser verdadeiramente humana.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.