Tríplice forma de praticar a misericórdia

Vimos que Jesus nos indicou três maneiras de praticarmos obras de
misericórdia: a primeira a ação, a segunda a palavra e a terceira a oração.

Santa Faustina depois desenvolve este tema dizendo: ‘existe uma tríplice forma de praticar a misericórdia: a palavra misericordiosa – pelo perdão e pelo consolo; em segundo lugar – onde não é possível pela palavra, oração – e isso também é misericórdia; em terceiro – obras de misericórdia’ (D. 1158).

Então a palavra que Jesus fala é a palavra misericordiosa, palavras que
levam consolo e perdão. A oração é uma grande arma que Deus colocou nas nossas mãos, para usarmos. Neste momento podemos e devemos dobrar os joelhos para rezar pela paz no mundo. Nós não podemos chegar ao Afeganistão, para aliviar o sofrimento dos nossos irmãos atingidos pela violência da guerra, mas podemos rezar por eles. E rezando, tocaremos o coração do nosso Deus e terá compaixão daquele povo trazendo-lhe a paz.

E, para aqueles que pensam que precisam ter dinheiro, para fazer obras de misericórdia, Jesus responde-lhes: para muitas almas que às vezes se preocupam por não possuírem bens materiais, para com elas praticar a misericórdia. No entanto, tem um mérito muito maior a misericórdia do espírito, que é acessível a todos. Se a alma não praticar a misericórdia de um ou outro modo, não alcançara a minha no dia do juízo’ (D. 1317).


Palotino da Paróquia da Divina Misericórdia RJ

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.