Temos necessidade do Espírito Santo

Igreja tem necessidade de seu perene Pentecostes; tem necessidade de fogo no coração, de palavras nos lábios, de profecia do olhar.

A Igreja tem necessidade de ser o Templo do Espírito Santo, de total pureza e de vida interior.

A Igreja tem necessidade de sentir subir das profundezas da sua intimidade pessoal,
quase como um pranto, uma poesia, uma força, um hino, a voz orante, isto é, do Espírito Santo, que se substitui a nós e ora em nós e por nós “com gemidos inefáveis”, e que interpreta o discurso, que nós, por nós mesmos, não saberíamos dirigir a Deus.

A Igreja tem necessidade de readquirir a sede, o gosto, a certeza da sua verdade e de ouvir com inviolável silêncio e com dócil disponibilidade a voz, o colóquio falante na absorção contemplativa do Espírito o qual ensina toda Verdade.

E mais, a Igreja tem necessidade de sentir refluir para todas as suas humanas faculdades, a onda do amor que se chama Caridade e que está difusa em nossos corações, pelo mesmo Espírito Santo que nos foi dado.

Toda penetrada de Fé, a Igreja tem necessidade de Fé, a Igreja tem necessidade de testemunho, de apostolado.

Ouvistes, vós homens vivos, vós jovens, vós almas consagradas, vós irmãos no Sacerdócio?

Disto necessita a Igreja.

Necessita do Espírito Santo em nós, em cada um de nós, e em nós todos juntos, em nós Igreja.

Sim, especialmente hoje, a Igreja necessita do Espírito Santo. Dizei, pois, e sempre todos a Ele: “Vem!”

29 de novembro de 1972
Papa Paulo VI

Traduzido do italiano pelo Ir. Cássio Marquetti OSB

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.