Solidariedade e Cristianismo

Hoje, quando ligamos a TV ou mesmo quando abrimos um jornal, temos 100% de chances de vermos ou de lermos alguma matéria ou algum comercial que venha nos falar de “solidário”, palavra tão na moda ultimamente. Ouvimos falar de: esporte solidário, Estado solidário, professor solidário, aluno solidário, são muito os “solidários” que vemos, lemos ou ouvimos na mídia.

Agora, você deve estar se perguntando o que isto tem de errado? Não há nada de errado, muito pelo contrário, ao olharmos esta realidade que se encontra dentro do nosso cotidiano, vamos perceber que o ser humano está deixando de ter aquela mentalidade fechada de alguns séculos atrás, onde o capitalismo exagerado levou o homem a fechar-se, devido a uma filosofia marxista, a uma produção exagerada e a uma disputa de bens materiais, que levou muitas pessoas à cegueira e ao fechamento.

O termo solidário, na sua etimologia, significa sólido (que não é vazio ou oco; maciço) e “ário” (que exerce certo oficio) e o sentindo da palavra é: aqueles que têm responsabilidades ou interesses recíprocos. Aderido à causa, empresa, opinião, etc.

Assim, é fácil perceber que o homem está se deixando levar mais pelo seu humano e vendo que o único ofício que o levará à felicidade completa é o exercício de algum tipo de solidariedade, isto é, ser solidário.

A palavra solidariedade consegue exprimir melhor o que pretendo dizer a todos. Esta palavra que vem de solidário, tem como sentido e significado: qualidade de solidário; laço ou vínculo recíproco de pessoas ou coisas independentes; adesão ou apoio à causa, empresa, princípio, de outrem. Muito provavelmente, você agora, deve estar entendendo o que um gesto de solidariedade tem a ver com um cristão ou até mesmo com o homem que, na sua essência, tem a necessidade de fazer o bem.

Solidariedade, como podemos perceber, é fazer o bem ao irmão. E isso não consiste apenas em dar alimento, roupas ou algo dentro deste contexto, mas, em fazer o bem, ajudar a criar vínculos. Podemos exercer a solidariedade através de alguém ou por meio de outros, mas o que não podemos é de deixar de fazer o bem que está ao nosso alcance.

Posso terminar dizendo que solidariedade é algo profundamente ligado ao cristianismo, pois tem como princípio a caridade e o amor ao próximo, ou seja, a felicidade do irmão.

Portanto, eu peço a todos que não deixem de ser solidários, e continuem exercitando o cristianismo desta maneira concreta. Isto, não só vai fazer bem para você, como, principalmente, para aqueles que estão necessitando.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.