Sofrimento, caminho para a santidade.

Quantas dores poderiam ser evitadas se eu tivesse feito as coisas segundo a vontade de Deus e não a minha!

Muitas vezes me apegava a algo que acreditava ser fundamentado no Senhor e buscava com que tudo acontecesse rápido. Na realidade eu pensava, já que o Senhor queria isto ou aquilo, não era necessário esperar. Sem entender que mesmo que fosse a vontade de Deus, tudo tem um tempo certo para acontecer, e ao apressarmos os acontecimentos, por nossa impaciência ou ansiedade, tudo é feito segundo nossa própria vontade e apenas com ferramentas humanas.

Imagino que muitos sabem do que estou falando. Não porque eu seja “sábio”, mas porque é da natureza humana tentar buscar da maneira rápida a tão sonhada felicidade, mesmo se tivermos que pegar um atalho. Mas veja, não é isto que o Senhor quer. Não estou dizendo que Deus não tenha me dito algo, mas que Ele quer que, ao invés de sairmos por aí feitos cães sem dono tentando apressar as coisas, esperemos, perseverantes na oração e no temor do Senhor.

Existem etapas no caminho que não devem ser rompidas, pois são importantes para o amadurecimento de nossos corações e de nossa fé. E quando tentamos apressar as coisas, acabamos por perder este amadurecimento e a graça que o acompanha, daí sofremos mas do que deveríamos. Quando fazemos as coisas sem nos firmarmos no Senhor, as vemos saírem mal, despencarem, etc. Primeiro, por que não estabelecemos nosso querer em realizar a vontade do Senhor, principalmente com relação ao tempo em que as coisas devem acontecer, segundo por vermos que estávamos errados e não queremos aceitar isso,… daí mais sofrimento ainda.

“Ah, mas se Deus quer isso de mim, porque Ele não me dá/faz logo”? Simplesmente porque não é o tempo e não estou preparado para isto, e é o próprio Senhor que vai me moldando e preparando para que, no tempo certo, tudo o que Ele me prometeu seja realizado. Claro que durante este tempo de espera. Ou seja, se eu apressar o Senhor, não vou ter o tempo necessário para que Deus me molde, para que eu amadureça. Por isso é tão importante viver no hoje, a vontade de Deus e deixarmos o amanhã nas mãos d´Ele.

O que Deus quer de mim hoje? O que Deus quer de você hoje? É isto que temos que viver com muita intensidade e amor! Se o seu coração começar a apertar e se angustiar, significa que não estas vivendo segundo a vontade de Deus, que lhe pede hoje, para esperar que Ele faça tudo no tempo certo. Assim, passamos a agir contando com nossos esforços humanos, sem sabedoria nem graça. Resultando: dor e sofrimento desnecessário.

Claro, o processo de amadurecimento ao qual Deus nos permite passar é doloroso e sofrido, mas existe uma grande graça a ser alcançada após toda a turbulência. E mais, quando nos dizem que devemos amar o sofrimento, isto não quer dizer que temos que buscar estar sofrendo sempre, mas que devemos prestar atenção no que estamos passando e qual o aprendizado que vamos tirar disso para, posteriormente, podermos testemunhar. Contudo é importante lembrar não devemos confundir o sofrimento que nos faz crescer, que é a poda que Deus faz em nossa alma, e o sofrimento ao qual nós nos fazemos passar, nos martirizando. Deus nos dá a cruz que podemos carregar. Por que então ficar colocando chumbo para aumentar o peso da cruz? Por exemplo, quando um relacionamento termina, é natural que ambos os lados sofram, mas, o que algum dos lados ganhará em ficar pensando: “aí, eu nunca mais vou encontrar ninguém assim, eu o(a) amava tanto”, ou “ah, ele(a) mentiu para mim, disse que me amava! E agora, como vou viver sem ele(a)”? Ou ainda: “Ele(a) nunca vai encontrar alguém que o(a) ame como eu, que o(a) ature como eu”!

Permite-me responder: NADA! Só mais sofrimento, porque nos julgamos auto-suficientes e os melhores, esquecendo do que Deus quer de nós. Claro que isto não se aplica apenas neste campo.
Somos como árvores em um jardim e o Senhor o jardineiro. A árvore sente ao ser podada, mas isto é para o bem dela! O jardineiro poda a árvore para que ela cresça mais forte e bela, é desta mesma forma que Deus faz conosco. Ele nos poda para crescermos mais fortes e belos aos Seus olhos. E como ele faz isso? Em TODOS os acontecimentos de nossa vida. Tudo o que nos acontece, bom ou ruim, é para que sejamos podados segundo a vontade do Senhor, que nos quer belos e fortes. Veja, quando vemos alguém prestes a cometer o mesmo erro que cometemos alguma vez no passado, logo procuramos aconselhar esta pessoa e mostrar que este é o caminho errado. Isto porque aprendemos a lição. Daí, então, pergunto: doeu aprender? Imagino que sim, pois a mudança é dolorosa.

Quando decidimos esperar que Deus realize a sua vontade no tempo que Lhe convém, abrimos nosso coração ao aprendizado, claro. Não que você deixara de sofrer, pois até mesmo na espera somos moldados e podados, mas irás estabelecer a sua casa sobre a rocha e não entrará em desespero porque já sabe que Deus está fazendo com que amadureçamos para estarmos pronto a receber e acolher verdadeiramente a Sua vontade. Já saberá que ao passar por tudo isso, você está fazendo a vontade de Deus e sofrendo Suas demoras, quebrando a sua própria vontade e orgulho para dar lugar ao Amor providencial do Senhor.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.