Se eu não puder...

Se eu não puder ser o que desejo,
que eu seja o que desejas de mim.
Se eu não puder ser a árvore que dá frutos,
que eu seja o arbusto que dá sombra.
Se eu não puder ser o rio que inunda a terra,
que eu seja a fonte que dá de beber.
Se eu não puder ser uma estrela no céu,
que eu seja uma luz que anima as esperanças.
Se eu não puder ser o sol que ilumina o mundo,
que eu seja a fresta por onde ele penetra.
Se eu não puder ser o bosque que floresce,
que eu seja o perfume de uma flor.
Se eu não puder ser a melodia que enleva,
que eu seja a inspiração de cada verso.
Se eu não puder ser o vento que arrebata,
que eu seja a brisa que acaricia,
Se eu não puder ser o livro que ensina,
que eu seja a palavra que comove.
Se eu não puder ser o fogo que encendeia,
que eu seja o óleo que mantém a chama.
Se eu não puder ser o rico que tudo pode,
que eu seja o pobre que não nega nada.
Se eu não puder ser a chuva que irriga o solo,
que eu seja o orvalho que umedece a flor.
Se eu não puder ser toda a bondade do mundo, que eu seja o bom como todo mundo espera.
Se eu não puder ser o amor que tudo começa, que eu seja o amor que faz chegar ao final. Senhor, eu te glorifico!

Pe. Orlando Gambi, C.ss.R.
Fonte: Revista Pergunte e Responderemos n.º 441

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.