São Pio X - Papa

Giuseppe Melchiorre Sarto nasceu no dia 2 de Junho de 1835. Numa família humilde do norte da Itália. Desde pequeno foi muito estudioso e aproveitou bem o ensino do catecismo que o tornou auxiliar do pároco. Dizia a seus pais que seria sacerdote.

Em 1850, ingressou no seminário de Pádua e foi ordenado no dia 18 de Setembro de 1858. Seu primeiro trabalho pastoral foi realizado na paróquia de Tombolo-Salzano, pregando a caridade para com os mais necessitados, prestando-lhes socorro e atraindo, com o ardor de suas pregações, muitas ovelhas desgarradas. Em suas pregações podia-se sentir o ardor com que falava sobre a Eucaristia e a delicadeza e ternura que demonstrava quando falava sobre a Virgem Maria. Recebiam, também, suas paternais repreensões, quando se fazia necessário.

Desde o início de seu sacerdócio, demonstrou ser um verdadeiro ‘Homem de Deus’. O forte desejo que nutria de fazer do Senhor Jesus o centro de sua própria vida e daqueles que haviam sido colocados a seu cuidado pastoral, levava-o a doar-se totalmente ao próximo.

Nenhum sacrifício era demais para ele quando se tratasse da caridade. De 1875 a 1884, foi diretor espiritual do Seminário em Treviso e foi ordenado Bispo para a diocese de Mantua. Como Bispo também se destacou pelo seu modo exemplar de praticar a caridade. Em 1893, Leão XIII o nomeou Cardeal e o transferiu para a cidade de Veneza. Em nenhum momento ele mudou seu modo de ser: sensível, humilde e zeloso na prática das virtudes cristãs. Com a morte do papa Leão XIII ocorrida em 20 de Julho de 1903, o Cardeal Sarto foi o escolhido para a sua sucessão.

Muitos dos cardeais presentes, que não o conheciam compreenderam que por detrás daquele homem sensível e humilde se encontrava enorme força sobrenatural e assim foram dóceis à inspiração do Divino Espírito Santo, terminando por elegê-lo.

Surpreso e se achando indigno de tal posição, aceitou com docilidade pronunciando as seguintes palavras: ‘aceito o pontificado com uma cruz e porque os papas que sofreram pela Igreja nos últimos tempos se chamaram Pio, escolho este nome’.

Associado ao sacrifício do Senhor na cruz, mostrou total disposição para servir e guiar o ‘rebanho do Senhor’ nas sendas da verdadeira vida. Seu lema ‘Omnia instaurare in Christo’ era o selo que o impulsionava a levar a todo o mundo o Senhor, buscando avivar o ardor de muitos corações dos filhos da Igreja de Cristo, levando luz e o calor cristão.

Foi chamado o “Papa da eucaristia”, pois incentivou a prática da Comunhão freqüente e permitiu a Primeira comunhão a crianças pequenas, tão logo atingissem uso da razão.

Restaurou o canto gregoriano, ordenou a codificação do Direito Canônico, reformou a Cúria sobretudo, foi o Papa que fulminou a grande heresia de nosso século, o modernismo, chamado por ele “ a síntese de todas as heresias”. Foi canonizado em 1954.

São Pio X, rogai por nós!!!
Oração

Deus eterno e todo-poderoso,quiseste que São Pio X governasse todo o vosso povo, servindo-o pela palavra e pelo exemplo. Guardai, por suas preces, os pastores de vossa Igreja e as ovelhas a eles confiadas, guiando-os no caminho da salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.