São Miguel no Monte Gargano

Uma das aparições mais famosas é a do monte Gargano, na Itália, onde um pastor que apascentava uma manada de vacas, querendo obrigar um novilho a sair de uma caverna, lançou para dentro dela uma flecha, a qual retrocedeu com a mesma velocidade, vindo ferir o pastor.

Este fato causou muita admiração nos que presenciaram o acontecimento e a notícia chegou aos ouvidos do Bispo. Julgou ele tratar de um sinal do céu,ordenou um jejum de três dias em toda a diocese, pedindo ao Senhor que lhe revelasse o que seria aquele sinal. Passados os três dias, apareceu-lhe o Arcanjo São Miguel, declarando que o Senhor queria que a ele, Anjo tutelar da Igreja, e outros anjos se edificasse naquela caverna uma Igreja em sua honra, para reavivar a fé e a devoção dos fiéis no seu amor e proteção.

O Bispo comunicou ao povo a visão que tivera e ele próprio junto com muitas pessoas, foi ver o local. Encontraram uma caverna espaçosa em forma de templo, cavada na rocha, com uma fenda natural no teto, de onde jorrava a luz que a iluminava. Nada mais era preciso que pôr um altar para celebrar a Santa Missa. Levantado o altar, o Bispo o consagrou e a festa durou vários dias.

E nunca mais, até hoje, se deixou de celebrar ali a Santa Missa e outros ofícios litúrgicos, e Deus consagra este lugar através dos séculos, com graças e milagres de toda espécie, em favor dos que lá acorrem, doentes do corpo e da alma, mostrando quanto Lhe é grata a devoção em honra de São Miguel.

O Monte Gargano, onde está este santuário, fica perto do Convento de Nossa Senhora das Graças, onde viveu e morreu o Santo Padre Pio.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.