Santa Sé: Jornada de Jejum e Oração 2002

O Departamento das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice publicou um comunicado intitulado ‘Indicações litúrgico-pastorais sobre o jejum e a oração pela paz‘ como um recurso para preparar adequadamente o encontro inter-religioso que se celebrará em Assis (Itália) em 24 de janeiro de 2002; este evento virá logo após a iniciativa do dia 14 de dezembro, um dia de jejum, oração e gestos concretos de caridade pedido pelo Santo Padre.

O comunicado recorda que ‘após os gravísimos atentados perpetrados em 11 de setembro do 2001 nos Estados Unidos, o Santo Padre manifestou várias vezes sua deploração por esses atos de terrorismo e sua preocupação pelas conseqüências da ação militar no Afeganistão’.

Dois (meses depois, ‘a situação é grave, a tensão altíssima e espalha a perturbação das consciências’. Por isso, João Paulo II, em 18 de novembro passado convocou para 14 de dezembro ‘uma jornada de jejum’ e convidou ‘aos representantes das religiões de todo o mundo a ir a Assis em 24 de janeiro 2002 para rezar para que se superem as contradições e se promova a paz autêntica’.

A anotação analisa a ‘essência do jejum cristão’ recordando os precedentes bíblicos, o jejum de Jesus, a tradição dos padres da Igreja e sublinha que é sempre ‘inseparável da oração e da justiça e está orientado sobretudo à conversão do coração, sem a qual não teria sentido’.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.