Santa Edviges

Muito rico em santos e santas, foi a Idade Média, e hoje juntamente com Margarida, a Liturgia apresenta Santa Edviges que nasceu na Alemanha em 1174 e tornou-se modelo dos três estados femininos: esposa, celibatária e viúva.

Bem nova Edviges casou-se com o príncipe da Silésia, Henrique I, tendo com ele seis filhos, os quais educou com muito amor, e com o passar dos anos, convenceu o marido a fazer voto de continência conjugal. Como esposa Edviges soube ser exemplo e com dedicação conseguiu conciliar os seus deveres com um profundo espírito de oração, penitência e sobretudo a caridade para com os doente.

Contam os historiadores que Santa Edviges guardava para si parte mínima de suas rendas, e todo o resto aplicava para socorrer dos pobres, a quem ajudava com as próprias mãos. Falecido o esposo, retirou-se ao convento onde sua filha Gertrudes era abadessa, e neste mesmo lugar deu largos passos rumo a santificação de si e dos outros. Santa Edviges faleceu consumida pela penitência dia 15 de outubro de 1243.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.