Saiba como se comportar com os idosos

Se meu andar é hesitante e minhas mãos trêmulas, ampare-me.
Se minha audição não é boa e tenho de me esforçar para ouvir o que você está dizendo, tenha compaixão.
Se minha visão é imperfeita e o meu entendimento é escasso, ajude-me com paciência.
Se minhas mãos tremem e derrubo comida na mesa ou no chão, por favor, não se irrite, tentei fazer o melhor que pude.
Se você me encontra na rua, não faça de conta que não me viu, pare para conversar comigo, sinto-me muito só.
Se você, na sua sensibilidade, me ver triste ou só, simplesmente partilhe um sorriso e seja solidário.
Se lhe contei pela terceira vez a mesma “história” num só dia, não me repreenda, simplesmente ouça-me.
Se me comporto como criança, cerque-me de carinho.
Se estou com medo da morte e tento negá-la, ajude-me a preparar-me para o adeus.
Se estou doente e sendo um peso, não me abandone, EU LHE PEÇO!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.