Rosário, invocação de paz universal

Oh, bendito Rosário de Maria!

Quanta doçura em ver-te elevado pelas mãos dos inocentes, dos sacerdotes santos, das almas puras, dos jovens e dos anciãos, de todos os que apreciam o valor e a eficácia da oração, elevado pelas multidões inúmeras e piedosas como emblema e como vexilo angural de paz nos corações e de paz para todas as nações humanas!

Dizer paz em sentido humano e cristão significa penetração, nas almas, daquele senso de verdade, de justiça, de perfeita fraternidade entre as gentes, o qual dissipa todo perigo de discórdia, de confusão, e compõe as vontades de todos e de cada um na trilha da doutrina evangélica, na contemplação dos mistérios e exemplos de Jesus e de Maria, tornados familiares à devoção universal, no esforço de cada alma, de todas as almas, em prol do exercício perfeito da lei santa, que, regulando os segredos do coração, retifica as ações de cada um em mira a realização da paz cristã, delícia do viver humano, prelibação das alegrias indefectíveis e eternas.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.