Quem está por trás do uniforme?

Os fatos nos ensinam muito, é verdade! Outro dia, passei por uma rica experiência, cuja qual partilho com você:

Ao aproximar-me de um segurança na Estação de Metrô e pedir-lhe uma informação, ele apenas indicou com o braço a direção que eu procurava, não falou nada, nem sequer me olhou. Indignadas, eu e minha amiga, comentamos a atitude; mas lembro-me que nem sequer pensei no que ele poderia estar vivendo naquele fim de tarde. Continuei meu caminho, afinal tinha pressa para chegar ao cinema.

Baseada nesta experiência, pensei: “não vou mais pedir informações a estes guardas, eles não demonstram boa vontade!” Porém, graças a Deus, precisei repetir a cena e, foi aí que aprendi uma grande lição: o uniforme não generaliza a categoria. Cada um é único e tem alma, coração e atitudes diferentes.

Na expectativa de não ser bem atendida, aproximei-me de mais um segurança do Metrô e fui logo perguntando: “Por favor, você pode me informar?”

Para minha surpresa o rapaz parou de imediato o que estava fazendo e me olhou bem nos olhos, com um semblante sereno e acolhedor. Com isso, já fiquei desconcertada, mas não parou por aí. Ele logo disse: “Bom dia, você está bem? Em que posso ajudá-la?” E me ajudou mesmo!

Não só fornecendo a informação que eu pedi, mas mostrando-me, com sua atitude, que eu não posso tratar as pessoas, baseada nas feridas que carrego, causadas por outros. Cada um é único e especial, merece, portanto, tratamento exclusivo.

Durante a curta viagem, fui lembrando de tantas expressões que já ouvi, generalizando algumas categorias baseadas nas atitudes de alguns. Não deve ser assim. O segurança do Metrô nem imagina o bem que me fez!

O uniforme é só uma identificação; a pessoa que o veste vale muito mais, tem alma, coração, sonhos… tem uma história que merece atenção.

E mais, cada um é sempre capaz de fazer mais do que está fazendo. Jesus disse: “O que vocês desejam que os outros lhes façam, também vocês devem fazer a eles.” (Lc 6,31)

Sejamos criativos e empenhados na prática desta palavra em nosso dia-a-dia! Que ninguém passe em vão ao seu lado, na escola, na rua, no Metrô, no ônibus, em casa… tenha a coragem de amar além da aparência. Também estou nessa!


Dijanira Silva

Missionária da Comunidade Canção Nova, desde 1997, Djanira reside na missão de São Paulo, onde atua nos meios de comunicação. Diariamente, apresenta programas na Rádio América CN. Às terças-feiras, está à frente do programa “De mãos unidas”, que apresenta às 21h30 na TV Canção Nova. É colunista desde 2000. Recentemente, a missionária lançou o livro “Por onde andam seus sonhos? Descubra e volte a sonhar” pela Editora Canção Nova.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.