Quando o amor bate a nossa porta.

Como poderíamos definir a palavra ‘namoro’

É um tempo de conhecimento mutuo e partilhado entre o homem e a mulher objetivando o casamento.

Normalmente quando estamos entrando na juventude, o casamento é algo que nós não pensamos a respeito, mas nos atiramos na grande aventura de amar. Nisto consiste a nossa primeira experiência do encontro de nossa privacidade, nossa cultura e fragilidades com o sexo oposto o qual nos atrai. Esta experiência deverá nos ajudar a nos conhecer, a trabalhar e controlar nosso equilíbrio emocional. Este relacionamento precisa nos ensinar em como devemos aplicar todos os conceitos adquiridos de nossa formação com nossos pais, pois iremos trilhar por caminhos que nos são atraentes, os quais não conhecemos tampouco, mas nos traz grandes riscos e desafios, não obstante queremos viver esta experiência.

Por esta razão, torna-se importante, embora tenhamos apenas 16 ou 17 anos, e o primeiro amor bate a nossa porta; necessitamos ser informados e com maturidade necessária, apesar da pouca experiência a respeito.

Seguramente essas possam ser a grande preocupação dos pais. ‘Aquele que dá ensinamentos a seu filho será louvado por causa dele, e nele mesmo se gloriará entre seus amigos’.


Dado Moura

Dado Moura trabalha atualmente na  Editora Canção Nova, autor de 4 livros, todos direcionados a boa vivência em nossos relacionamentos. Outros temas do autor estão disponíveis em www.meurelacionamento.net twitter: @dadomoura facebook: www.facebook.com/reflexoes

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.