Quando cai a ficha....

Na Canção Nova, nós usamos uma expressão bem nossa para expressar quando a gente demora a entender uma coisa que todo mundo já entendeu. Agente diz que “caiu a ficha”. Essa expressão, talvez muitos de vocês que estão acessando nosso portal, não entendam tão bem a origem dela. Muitos nem eram nascidos…

Antigamente, os telefones públicos, os chamados orelhões, funcionavam à base de fichas telefônicas. Você comprava a ficha, colocava a ficha, e só quando ela batesse dentro do orelhão, a ligação era completada. Às vezes a ficha demorava a cair. Às vezes a ficha nem caia…

Bom, estou falando dessa expressão tão usual para dizer que na maioria das vezes somos como esses orelhões modelo antigo (não estou dizendo que você é um modelo antigo, só estou fazendo uma comparação) quando estão quebrados. Imagine Deus querendo nos falar uma coisa. Ele põe a ficha…nada! A ficha não cai! Não cai por que o pecado quebrou o orelhão! E o pior de tudo é que a ficha precisa cair! Por que Deus nos fala a todo tempo. E a nossa única salvação é ouvir a Deus! O problema é que não queremos ouvir a Deus. Queremos ouvir a nós mesmos. Queremos aquilo que queremos. Queremos o mais fácil! Queremos viver no pecado, e atingir a salvação. Isso faz de nós orelhões defeituosos!

Em outras vezes, agente até escuta Deus. Mas a palavra dele não bate no nosso coração. Como a ficha! Uma vez conheci um rapaz, antes de ser missionário na Canção Nova. Seu nome eu não revelarei. Mas ele ia sempre ao grupo de jovens da Paróquia. Só que todas as vezes ele chegava lá drogado. Cheirava cola, loló, benzina, fumava maconha… Mas mesmo assim ele ia no grupo. Foram várias as vezes que vi ele jogar a lata de cola fora, e entrar na Igreja. Mas infelizmente na outra semana ele estava lá, drogado de novo!

Um dia, estávamos embaixo do prédio onde eu morava tocando violão, eu e alguns jovens do nosso grupo de oração e esse rapaz chegou. Ficou ali sentado. Ficamos cantando as músicas da Igreja e ele cantava conosco. Sabia todas músicas! Mas percebemos claramente que havia usado drogas… Teve um momento em que esse rapaz começou a chorar. Ai nós paramos de tocar violão e ficamos ali, com ele. Depois de um tempo de silêncio ele disse:

– Meu caminho é torto! Mas eu vou terminar em Jesus!
– Amém! – Dissemos nós!
– Por que eu sei que Jesus me ama! – Disse ele se esvaindo em choro.
– Ama mesmo. – Disse uma das moças que estava lá.- Jesus ama muito você rapaz!

Depois que ele disse aquilo, ficamos um tempo em silêncio. Ai ele perguntou:
– Se Jesus me ama, por que eu não consigo sair dessa vida? Eu tento! Mas não consigo!
Então eu disse:
– É por que você entende isso com a sua cabeça. No dia que seu coração aceitar o amor de Jesus por você. Você conseguirá sair dessa vida. Não sei por que disse isso a ele, mas sei que depois disso, ele me agradeceu e saiu. E depois desse dia não o vi mais por aquelas praias… Dois anos depois eu subia em um ônibus e quando fui pagar a passagem, percebi que o cobrador do coletivo, era o tal rapaz. Cabelo cortado, barba feita. Um trabalhador. Quando ele me viu, olhou para mim e disse: “A ficha caiu. Caiu no coração”. Ele jamais esquecera daquela conversa….

Ele me disse que depois daquele dia, resolvera voltar para a casa da mãe e pedir ajuda. De lá ele foi para uma casa de recuperação, que seus pais pagaram. Uma vez fora da casa, voltou a freqüentar os grupos de oração. No grupo de jovens da paróquia de seus pais, conheceu uma bela moça, que hoje é a sua esposa. Desde aqueles dias, está empregado. Ganha pouco mas é feliz… Afinal de contas rico não é o mais tem, mas é o que menos precisa…

Mas é você? Já deixou a ficha do amor de Deus cair no seu coração? Se você ainda tem barreiras para entender o amor de Deus, faça a experiência de deixar a ficha cair. Simplesmente…

Até a próxima!
Aguardo seus e-mails

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.