Primeiro Milagre de São Bento

Em Effide São Bento realiza o primeiro milagre que se tem registro.Sem nada possuírem, sua ama pede emprestado à vizinhos um vaso de barro para limpar o trigo e por descuido deixa-o cair quebrando em duas partes. O venerável Bento chega em casa e sua ama chora desconsolada, ele recolhe então o vaso e ora à Deus em lágrimas e terminada a oração o vaso estava perfeito.

O milagre se espalha e São Bento resolve fugir da glória mundana, sozinho, para um lugar chamado Subiaco, a 40 milhas de Roma.No caminho encontra um monge chamado Romano (São Romão) de um monastério não distante que respeitou-lhe o segredo de seu desígnio e impõe a Bento o hábito monástico, o que se supõe que seja muito mais que simplesmente lhe dar uma vestimenta mas, muito provavelmente, lhe ensinou algumas práticas monásticas e religiosas.

Por três anos, São Bento, isolou-se em uma gruta pequeníssima e de difícil acesso pois apenas São Romano sabia que ele estava ali e lhe levava pão em uma cesta na qual estava amarrado um sino e era necessário desce-la com uma corda até a gruta.
Conta São Gregório que o ‘antigo inimigo’ (o demônio) atirara uma pedra fazendo cair o sino mas São Romano continuou ajudando-o como podia.

Fonte: http://www.opaodavida.hpg.ig.com.br/

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.