Plantados nos pais

Desde que iniciamos nossa vida neste mundo, a relação com nossos pais assemelha-se muito à planta e o terreno em que está plantada. Quando saímos de Deus,somos como que “plantados” dentro de uma mãe e um pai.

Assim como a planta terá para sempre suas raízes cravadas na terra onde iniciou sua vida, também nós teremos para sempre “nossas raízes cravadas” em nossos pais. Até podemos arrancar uma planta e transplantá-la para outro terreno, mas jamais poderemos trocar nossos pais.

Mesmo que o filho seja adotado por outros pais, suas raízes emocionais continuarão para sempre cravadas neles. As raízes estarão cravadas nos pais naturais e não adotivos. O processo de cura interior visa consertar nossa relação com os pais que nos trouxeram ao mundo.

Se uma árvore está raquítica, podemos mudá-la para outro melhor. O mesmo não pode ser feito com o ser humano, não adianta querer arrumar hoje um pai e uma mãe ideais para substituir os que o geraram.

Para que aconteça a cura, é preciso consertar o relacionamento com seus pais naturais. E para tratar de uma árvore doente, a solução deve vir a partir da raiz. Confira na próxima semana: ” A cura da árvore na raiz “

Fonte: Livro: A cura pelo amor

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.