Padre Marcelo envia mensagem de vida On-Line

Celebramos a Páscoa 2002. Certamente ela nos traz alegria e esperança, vida nova. Ao longo deste 50 dias – conhecido como Tempo Pascal que prepara Pentecostes – nós refletimos e celebramos a presença de Cristo Ressuscitado em nossa vida.

Como nos diz Santo Atanário: ‘Estes cinquenta dias, entre o Domingo da Páscoa e o Domingo de Pentecostes devem ser celebrados com alegria e exultação como se fossem um só dia de festa, ou melhor como um grande Domingo‘.

Com Santo Agostinho queremos refletir: ‘Onde está a morte? Em Cristo, já não existe; existiu, mas morreu ali. Oh vida, morte da morte! Tenhamos coragem, pois ela também morrerá em nós. O que se deu na cabeça de Cristo, repetir-se-à nos membros. Também em nós morrerá a morte. Mas, quando? No fim do mundo, na ressurreição dos mortos, que cremos e sobre a qual não temos nenhuma dúvida’.

Queremos viver intensamente cada instante deste Tempo Pascal. A Palavra de Deus, ao longo destes dias nos fará sentir a presença de Cristo ressuscitado: o encontro de Jesus com os apóstolos, com Maria Madelena, com os discípulos de Emaús, com Tomé e tantos outros encontros com o ressuscitado. Cristo ressuscitado é o fundamento de nossa fé. Sem a ressurreição de Jesus não teria sentido tanta oração, tanto sacrifício qualquer outra manifestação de fé.

Muitas pessoas tornam-se testemunhas deste acontecimento. Outros preferem ficar indiferentes, como Tomé. De qual grupo nós fazemos parte? Não podemos perder esta oportunidade da Páscoa. Ou caminhamos com Cristo ou andamos na contramão. A decisão é pessoal. Que a Páscoa nos traga a paz tão sonhada, tão desejada para o nosso coração, para nossa família e para o mundo. Desejo mais uma vez uma Feliz e Abençoada Páscoa, em Cristo Ressuscitado.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.