Onde posso encontrar Deus?

Era um jovem que levava a sério às coisas da vida, e que buscava respostas e refletia sobre o destino de sua existência.

Um dia, encontrou-se com um senhor de idade, do qual teve ótima impressão. Entre outras perguntas, nosso jovem lançou a seguinte:

– Meu amigo, onde posso encontrar Deus?

Aquele senhor de idade sorriu e falou:

– Senta-te aí, meu filho e vamos conversar com calma, sem pressa nenhuma.

O jovem obedeceu, ambos se acomodaram num pedaço de tronco que jazia sob as frondes do uma árvore e o senhor de idade iniciou:

– Deus está às minhas costas, atrás de mim. Porque dele provenho.

– Deus é minha retaguarda e a força que me sustenta e protege…

– Além disso, Deus está à minha frente, pois dele emanam dons que me tornam mais apto para servir meus irmãos. Estou sempre a caminho… para Deus. Toda minha vida se direciona a Ele.

O jovem escutava em silêncio, bebendo as palavras do mestre:

– Deus está abaixo de mim, como alicerce e fundamento, sustentando todo o meu existir. Sem Ele, eu me afundaria no vazio terminaria em nada… Deus está acima de mim. Ele me vê, dirige e orienta no caminho do bem. Deus me rodeia por todos os lados. Posso aproximar-me Dele, com todas as minhas falhas, pecados e limitações. E Ele repete o gesto da parábola do filho pródigo, abraçando-me com ternura paternal. Ou, como lembra o salmo: “por todos os lados, tu me circundas, Senhor.”

Fixando os horizontes, enquanto enxugava lágrimas de emoção, o senhor de idade rematou:

– Deus está dentro de mim, infundindo-me alegria e paz, amor e paciência, confiança e profunda expectativa.

E olhando o jovem bem no fundo dos olhos, o mestre disse ainda:

– Se desejas vivenciar todas estas realidades, busca o silêncio, longe dos ruídos do mundo, onde ninguém te importunará. Pensa em Deus que está às tuas costas e à tua frente, que está abaixo e acima de ti, que te rodeia e vive em teu íntimo. Procura senti-lo, com entusiasmo e disponibilidade, rezando constantemente: “Senhor, aqui estou.” Ou então: “Tem piedade de mim.” Se assim fizeres, chegarás um dia onde eu, afortunadamente, cheguei. E descobrirás não apenas ONDE DEUS PODE SER ENCONTRADO, mas sentirás vivamente sua presença e tudo quanto ele representa para cada um de nós. E tua vida, meu filho, será um Natal diário, já nesta terra. E na eternidade, depois.

Fonte: http://www.escalada.org.br/

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.