O vilarejo de Nazaré no tempo de Jesus

Nazaré é conhecida como a “flor da Galileia”, como afirmou São Jerônimo. Localizada sobre uma colina a 350 metros em relação ao Mar Mediterrâneo, a cidade é rodeada por outros montes mais altos. Ao sul da cidade está a planície de Esdrelon, que fica na parte sul da Baixa Galileia.

O vilarejo de Nazaré era, no tempo de Jesus, um pequeno povoado de não mais de 30.000 metros quadrados (200 metros de comprimento por 150 de largura). As casas eram compostas geralmente por uma única sala, ligadas a uma gruta escavada à mão devido à fragilidade das rochas do local. Recentemente foi encontrada uma casa desse período com vários cômodos.

A cidade se tornou famosa porque o anjo Gabriel anunciou o nascimento de Jesus neste lugar (cf. Lc 1,27) a uma Virgem chamada Maria, prometida em casamento a um jovem chamado José (cf. Mt 1,18). Em Nazaré a Santíssima Virgem disse “sim” ao anúncio do Arcanjo. Foi onde também a Sagrada Família – composta por Jesus, Maria e José – viveu. Foi ali que Jesus Cristo viveu toda a vida oculta até que desse início à vida pública.

Os Evangelhos nos fornecem poucas notícias para sabermos pormenores da aldeia:

Vemos a pouca estima de Natanael pelo povo do vilarejo (cf. Jo 1,46), o relato na Anunciação (Lc 1,26ss), José que tomou Maria por esposa e a levou para sua casa (Mt 1,24). Quando retorna do Egito a Sagrada Família volta para Nazaré (Lc 2,39-51); Jesus depois da cerimônia de entrada na fase adulta aos doze anos no Templo também retorna para Nazaré com a família, onde ia crescendo em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens (cf. Lc 2,52). Adulto, Cristo vai à Sinagoga e apresenta a realização da profecia de Isaías na Sua própria pessoa (cf Mt 13,53-58; Mc 6,16; Lc 4,16-3-). Ao iniciar Sua missão publicamente Ele deixa Nazaré e vai para Cafarnaum (cf Mt 4,13); até a morte foi conhecido como o “Nazareno” (cf. Jo 19,19), apelido que assinalou os primeiros discípulos judeus que se tornaram cristãos.

A Nazaré dos relatos do Evangelho, segundo as escavações, está sob a administração da Custódia dos franciscanos da Terra Santa. O espaço está sob a Basílica da Anunciação e de São José. Quanto ao precipício relatado no Evangelho de Lucas (cf. Lc 4,29) não se sabe nada preciso sobre sua posição geográfica. A Sinagoga antiga poderia estar a uns 300m desses lugares.

Hoje a cidade possui cerca de 71.500 habitantes: 25.000 árabes muçulmanos, 22.500 árabes cristãos e 24.000 hebreus. É a comunidade árabe mais importante de Israel depois de Jerusalém. Muçulmanos e cristãos vivem na parte baixa da cidade e nos morros, enquanto os judeus vivem em um bairro situado em uma parte alta conhecida como Nazaré Illit.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.