O mundo ao avesso

Ao relembrar o ano que passou, concluo que não foi fácil para ninguém, principalmente para nós cristãos. O mundo parece-me que virou no avesso. Podemos até dizer: está tudo ruim, menos Deus. Quantos acontecimentos abalaram o mundo. Tanto as pessoas de alta expressão, como os pequenos, em sua vida particular sentiram este abalo, não é?

Vamos relembrar um pouquinho o que o nosso querido João Paulo II fez na passagem do ano 2000. Ele consagrou o Novo Milênio a Nossa Senhora. Este mundo todo em que estava, simplesmente, uma anarquia, onde o pecado imperava, a corrupção, tudo muito ativo na surdina. Mas, Maria veio e pisou na cabeça da serpente. Como fez nas “Bodas de Cana”, comandou tudo e passou para que o seu Filho resolvesse.

Você sabe que para pôr em ordem uma casa não é fácil. Pior, quando nesse combate Satanás fica esperneando contra Nossa Senhora e os seu filhos. Em tantas coisas percebemos esta luta. Por isso, vejo que no ano de 2001, apesar de tão difícil, conseguimos chegar com Maria ao seu final. Graças a Deus, saímos vencedores!

Falando em lutas e conquistas, vejo que este ano a nossa empresa, a querida Fundação João Paulo II, terá que passar por algumas reestruturações que quero partilhar com você. Vejo a necessidade de valorizarmos mais as características próprias da empresa, como por exemplo: seus objetivos públicos, o maior envolvimento de seus colaboradores, sua constante dificuldade financeira. Precisamos mostrar cada vez mais o Deus vivo e vivido atuando na Canção Nova. Fazer com que o povo de Deus venha cada vez mais conhecer e buscar as bênçãos do Senhor neste lugar sagrado, carinhosamente conhecido por muitos como “pedacinho do céu”. A partir daí, iremos desenhando o nosso modelo próprio de gerenciamento.

Necessitamos de todos, para que a nossa missão atinja o grande objetivo: Evangelizar pelos quatro cantos da terra, a todas as criaturas. Vamos traçar metas. Nossa grande finalidade é orientar para que somemos nossos esforços, e que cada um seja um evangelizador em potencial na sua área. Quem é pregador, como pregador, quem é músico, como músico; da mesma forma com o doador, o intercessor, para que formemos no amor, cada vez mais, esta grande Canção Nova.

Meus queridos, a única certeza que habita em nosso coração a partir de agora é que estamos com mais garra, prontos para novos desafios, com maior maturidade e experiência de vida. Tenho a certeza que juntos, com muito amor e determinação, veremos a terra prometida que habita em nosso interior.

Para a situação do mundo, só nos resta interceder. Vamos começar rezando para sermos livres dos sete pecados capitais, que são a origem da decadência social:
– Riqueza sem trabalho;
– Prazeres sem escrúpulos;
– Conhecimento sem sabedoria;
– Comércio sem moral;
– Política sem idealismo;
– Religião sem sacrifício;
– Ciência sem Humanismo (M. Gandhi)

E com tudo isto, convido você, neste mês, a viver como Maria, que soube calar, no silêncio da meditação, que soube escutar, esperar e, sobretudo amar. Maria, primeiro berço vivo de Deus e, hoje, o mundo consagrado em suas mãos.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.