O meu coração vive inquieto

Deus é eterno, não teve começo e não terá fim, Ele sempre existiu e ninguém O criou. Mas Deus quis criar o homem; Ele nos amou e nos quis antes da criação do mundo para vivermos com Ele, participando da Sua vida bem-aventurada.

Deus fez o homem para viver na Sua comunhão, na Sua intimidade. Infelizmente, o homem não soube ser fiel, ele quis ser Deus, quis fazer coisas que eram prerrogativas do Criador. Exatamente neste ponto foi que a serpente instigou o homem. O que faltou foi o amor a Deus, quando o homem ultrapassou os limites de criatura e entrou nos domínios do Criador.

Nossa vida só será uma vida de paz e alegria se soubermos para que fomos criados, qual é o sentido da nossa vida. Observemos o exemplo de Santo Agostinho, que buscou tantos caminhos, até encontrar, aos 30 anos, o evangelho e a salvação, afirmando então: ‘Ó Senhor, me criaste para Vós e meu coração estará inquieto enquanto não descansar em Vós‘.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.