O Bem e o Mal na vida de nossos filhos

Você já perdeu algo de valor? Procurou o que perdeu? Por quê?

Nós sabemos muito bem o que queremos para nossos filhos. Quando eles nascem, enchemo-nos de sonhos e planos que procuramos ir tornando realidade à medida que as crianças crescem.

Mas, nem tudo, podemos controlar. Muitas vezes as condições externas e os apelos da vida em sociedade, são maiores do que os conceitos que acreditamos e tentamos passar às crianças.

E, assim, vamos tendo a sensação de estarmos perdendo o controle sobre aquilo que desejávamos, e, começamos a nos acomodar com o fato de encontrarmos desculpas para os acontecimentos, ou culpados para as nossas falhas.

É muito cômodo ficarmos em casa, frente a televisão ‘horrorizados’ com o mundo lá fora, e realmente, não termos uma participação efetiva para mudarmos alguma coisa, nem que seja na vida de nossa família.

O que é o Bem, todos nós sabemos, mas a maioria, não age de forma a usar de todas as suas forças para tornar isso uma realidade.

Devemos tomar por exemplo a passagem da mulher que procura em todos os cantos de sua casa por uma moeda perdida, e quando a encontra faz questão de anunciar o ocorrido a todas os vizinhos.

O caminho do Bem, deve ser nossa moeda perdida, não devemos desistir de procurá-lo em nenhum momento de nossa vida! Mesmo que às vezes, pareça que o Mal já tomou conta de tudo.

Fonte: filhosonline

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.