No silêncio de todas as coisas...

Somos filhos amados de Deus que é amor, e isto nos dá uma garantia de sermos
cidadãos do céu e um desejo enorme de estarmos unidos a Ele.
Provavelmente, as adversidades, e tudo aquilo que sobrevém no quotidiano,
tenham feito com que você esquecesse esse princípio: há em você um coração
que ama, um desejo profundo de ouvir a Deus e estar afinado ao Seu coração.

“Deus é bem simples…” como diz uma canção. E é nesta simplicidade que Deus age
em nós. Portanto, se você “afinar” bem os seus ouvidos, assim como o músico
afina com delicadeza o seu violão, perceberá a voz de Deus que se revela.
Isto pode acontecer, quando você sobe os degraus da sua casa, lava o seu
carro, conversa com alguém, brinca com uma criança…

Se você não estiver afinado, Deus falará e você não perceberá!
Somente aquele que consegue silenciar é que se deixará moldar por Deus numa
busca constante de uma vida interior. Esta é a via para cada criatura que
hoje deseja estar sob o olhar do Senhor.

A vida de oração é uma tarefa simples, mas que exige de nós uma atitude de escuta, porém, é o suporte para alcançarmos o que há de mais belo. E muitas pessoas, hoje, não despertaram para esta realidade.

Peçamos ao bom Deus que nos conceda uma “alma esposa”, unida ao Seu coração,
obedecendo a Sua voz que se revela a nós no silêncio de todas as coisas.

Se ficou atento, pôde ouvir a Deus que acabou de falar com você.
Que Deus, nossa morada, o abençoe!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.