Mensagem para o Dia dos Pais

Caríssimos Pais,

A Graça e a Paz de Cristo!

Comemoramos o Dia dos Pais, um dia tão especial para as famílias. Quero parabenizá-los e me unir a todas as famílias.

A missão do pai de família é, espelhando-se no próprio Deus, que é Pai, zelar pela família, protegê-la, amar e cuidar da esposa e filhos. Missão difícil, mas não impossível.

Quantas vezes não assistimos à triste desintegração das famílias, a mãe passa a ser pai e mãe, na maioria das separações, e o pai passa a ser mãe e pai. E os filhos? Ficam perdidos, confusos, carentes e de certa forma órfãos, pois a ausência da mãe ou do pai nunca será suprida; é como se lhes faltasse um pedaço; é a cruz destes filhos.

Quando não há oração, diálogo e harmonia conjugal, os filhos são os primeiros a sentir, e, até não sendo órfãos agem como se fossem: ficam revoltados ou iludem-se nas drogas, e, os pais, desesperados querem colocá-los em colégios internos, achando nisso a solução.

Por outro lado, quando o casal já inicia sua união pautada na oração e no diálogo isso vai influenciar positivamente os filhos, é o que, graças a Deus, podemos assistir na maioria das famílias que freqüentam nossas comunidades.

É no seio da família unida que nasce o Amor a Deus. É notando a maneira de ser do pai que o filho aprenderá a viver. É recebendo o amor do pai que ele aprenderá a amar. É também o exemplo do pai atuante na Comunidade que frutificará nossa Igreja, oferecendo missionários leigos, padres, religiosos e religiosas, e leigos fiéis, engajados na causa de Cristo: ‘AMAI-VOS UNS AOS OUTROS‘.

Neste sentido, e, em comunhão com todas as famílias, prometo minhas orações pessoais por cada um e cada uma, e neste dia especial, por todos os pais, rogando a Deus que lhes dê sempre muita força e sabedoria. Aproveito a ocasião para me solidarizar com todas as famílias que não tem um pai em sua casa, ou por ser falecido, ou por outras circunstâncias. É na Eucaristia, que dentro de instantes receberão, onde encontrarão consolo, força e sabedoria para carregar esta cruz. E a todos, lembrem-se: “VIGIAI E ORAI” pois “a fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê. Foi ela que fez a glória dos nossos antepassados” (Hb 11, 1-2).

Consolidai Vossa Vocação!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.