Meios e motivos para falar de "so...".

Para falar sobre a “so…”, tenho muitos meios e motivos. Os meios podem variar muito, visto que poderia começar citando algumas passagens bíblicas, como aquela em que Jesus fala ao seu povo: “tudo o que fizerdes a um desses pequeninos em meu nome é a mim que recebe e quem me recebe o Pai que me enviou (Lc 9,47)”. Ou poderia citar a parábola do bom samaritano, aquela que nos fala de um homem que é assaltado e deixado quase morto, de forma que, passam por ele várias pessoas, e justamente aquele que tinha todos os motivos para não ser “so…” com ele, pára para lhe prestar ajuda, de maneira que acaba salvando-lhe a vida. A trajetória de Jesus está repleta de casos de “so…”.

Por isso, é tão bom ler e meditar sobre a vida pública de Jesus e seus ensinamentos, através dos quais aprendemos como Ele foi uma pessoa tão “so…”. Jesus tinha a capacidade de “contrariar” o que era lógico, concreto, e muitas vezes, normas de condutas impostas de homens para homens, e assim, praticar a “so…”, ou como você preferir chamar a atitude de se compadecer de alguém.

Jesus se compadecia ao ver algum dos pequeninos do seu Pai – necessitados de alguma cura ou qualquer coisa que fosse – então, Ele se dirigia a esse pequenino e ao confirmar-lhe a sua fé, demonstrava o Seu poder de Filho de Deus. Jesus realiza milagres sempre que os agraciados reconhecem o Seu poder, e o mesmo ocorre com os apóstolos, que só realizam curas, milagres e prodígios ao verem que os fiéis acreditam no poder de Cristo.

Quanto aos motivos para discutir a “so…”, posso começar pelos dias atuais em que vivemos. Estamos vivendo inseridos em uma sociedade cada vez mais confusa e perdida por não possuir um referencial cristão, pois não é normal constatarmos tanta maldade, violência e crueldade contra a vida humana. Como hoje em dia está faltando “so…”!!! Por isso, a maior contribuição para a humanidade nos dias atuais é levarmos Cristo a todos, Aquele que viveu de maneira concreta a “so…”. Somente através dos princípios de vida de Cristo e de seus ensinamentos, que têm como único objetivo o bem do próximo, é que conseguiremos erradicar tanta maldade!

Hoje vejo a necessidade que temos de levar Cristo às pessoas, sendo pessoas “so…” com estas, pois muitas vezes acabamos não tendo tempo ou uma maneira adequada para praticarmos algum gesto de “so…” e acabamos deixando as coisas como estão. Só que não podemos continuar com essa morbidez, pois se não pudermos ajudar, devemos incentivar outras pessoas, que podem, a tomar tal atitude, seja material ou psicologicamente falando, ou até mesmo anunciando aquele que procura ser “so…” com as pessoas, para seus amigos, sendo neste caso “so…” com ele.

Que Deus não permita que nos fechemos, proporcionando, desta forma, aos outros a oportunidade de entrar neste mesmo ciclo vicioso, pois somente através da “so…”, é que conhecemos a Cristo. Através dEle somos curados e transformados e assim vamos até os mais necessitados, mostrando-lhes Cristo, sendo “so…” com eles, para que estes possam também ser transformados por Ele.

Acredito que você já descobriu o que quer dizer “”so…””. Se você não tiver nem idéia do seja, é sinal de que precisa rever seus princípios, pois está lhe faltando colocar em prática a “so…lidariedade” , para que possa aprender de maneira concreta o seu significado.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.