Jesus em primeiro lugar

Devido à última formação que mandei para o Portal Canção Nova (“Crucifica-o – Com meu pecado fiz Jesus Sofrer”), chegaram muitos e-mails interessantes. Alguns deles – uns cinco mais ou menos – me questionaram sobre uma frase que coloquei na formação:

”Quando preferimos um programa de TV, ao invés de rezarmos um terço, ou lermos a Palavra de Deus, estamos preferindo a Barrabás e dizendo para o Cristo: ‘Crucifica-o!’”

Eles me perguntaram se eu não estaria sendo radical demais, se isso (trocar a TV pela oração) era de fato, machucar Jesus. Afinal, dizia um desses e-mails, estamos no século XXI e, a televisão é algo normal, tão corriqueiro.

Então pensei que talvez pudesse escrever algo a respeito disso. Não para dar uma resposta às pessoas de uma forma desaforada, nem para fazer dos irmãos “bodes expiatórios”, mas para ensinar um pouco do vivemos e experimentamos dentro da Comunidade. Acredito que muitos irão tirar bons frutos disso tudo.

Veja bem, não tenho nada contra a televisão. Até trabalho em uma, a TV Canção Nova. E como profissional de televisão, eu preciso estar muitas vezes vendo televisão. Mas a questão é: Quanto tempo você passa diante da TV e, quanto tempo você passa diante de Jesus?

Não irei falar nem da qualidade da programação que você e eu assistimos. Alguns programas de televisão podem verdadeiramente levar você a pecar mortalmente, mas falo do tempo em que passamos diante da TV. Há muitos irmãos que alegam a falta de tempo, para poder estar com Jesus. Outros alegam que não conseguem rezar mais de dez minutos. Logo que começam a rezar, adormecem. É uma desculpa muito comum para não rezar, a falta de tempo. Não tenho tempo pra isso, chego muito cansado, durmo muito tarde, acordo muito cedo…

Infelizmente, televisão para muitos é um vício. É um vício pior do que o álcool ou o cigarro. O viciado em TV não vive sem ela. Mal chega em casa, liga a TV e sai da sala. Ele se dá por satisfeito só de saber que ela está ligada, mesmo que não esteja assistindo. É um vício terrível! O viciado em televisão, vive trocando de canal. Deita e fica com o controle na mão só “zapeando”.

Certa vez, há uns 7 anos, na Quaresma, fiz a penitência de não ouvir rádio nem ver televisão. Nunca pensei que fosse tão difícil. Nunca pensei ser tão dependente dela. Passado esse tempo, resolvi ter uma postura mais ativa diante da TV, pois percebi que o tempo que passo longe da televisão, posso passar junto com Deus.

Sabe, penso que o tempo tem muito a ver com a prioridade que você dá a certas coisas. Se para mim e para você, estar com Jesus é importante, então é fácil desligar o rádio e a TV e ir ao encontro do Senhor, seja rezando o terço, lendo a Bíblia, indo a uma capela adorá-Lo, indo a Santa Missa, ou até ao grupo de oração.

Quando a gente quer, é fácil. É uma questão de disposição.

Porém, quando eu começo a deixar as minhas orações diárias para o fim do dia e começo a rezar, já deitado e de pijama, porque antes de rezar eu tinha que ver tal programa, ou tal novela… fica muito difícil.

Ai eu te pergunto: Qual a prioridade dessa pessoa? Claro que não é Jesus!

Se você se dispuser a passar 10% do seu dia com Jesus, você já terá feito muita coisa. E é tão fácil! Tão simples. Mais simples do que você pensa. Vou dar-lhe uma receita. Como receita de bolo.

Santa Missa – 1 hora
Adoração – 30 min diante de Jesus
Rosário – 40 min
Leitura da Palavra – 30 min

Total do tempo – 2 horas e 40 minutos, ou seja, 10% do dia, que tem 24 horas, você passa com Jesus rapidinho. Volto a dizer, é só uma questão de disposição.

Então, você me pergunta: “Mas como vou rezar 2 horas e 40 minutos do meu dia?! Não posso parar esse tempo todo!”

Aí eu lhe respondo: “Mas quem disse que você precisa parar? Quanto tempo você leva de casa ao trabalho?” Então, use esse tempo para estar com Jesus.
– “Ah! Mas é que eu pego o ônibus e tem muita gente”. Simples: reze quietinho no seu canto. Só a sua ida e volta devem dar quase o Rosário. Aproveite esse tempo. Esteja com Jesus.

Use seu horário de almoço. Se você tem 2 horas de almoço, será que não sobram 20 minutinhos para estar com Jesus? Procure uma capela e reze um pouco.

Tenha no seu lugar de trabalho uma imagem do seu santo de devoção. Aprenda a pedir a ajuda dele nos momentos de aflição, quando alguma coisa está errada. Isso também é oração! Não precisa ser imagens enormes, uma pequenininha serve. Já vai ajudá-lo a rezar. Eu, aqui no meu trabalho, tenho duas: de São Bento e de São Francisco.

Só não faça como Caim, que ofereceu a Deus qualquer coisa (cf. Gen 4,1-8). Faça como Abel que ofereceu a Deus o melhor que poderia, ainda que isso viesse a lhe custar a vida. Hoje, você pode oferecer a Deus o melhor do seu tempo. Então faça isso! Só quem vai ganhar é você e mais ninguém.

E a TV, onde fica nisso tudo? Fica como uma forma de entretenimento sadio para uma pessoa que está de consciência tranqüila com Deus, com os irmãos e consigo mesmo.

Sempre precisamos estar aprendendo a usar os meios de comunicação a favor da nossa santidade. Eu continuo aprendendo e quero continuar a aprender. Mas não posso preferir a televisão ao invés de estar com Jesus. Nem a TV, nem as rádios, nem nada e nem ninguém… Primeiro Jesus e ponto final.

Aguardo seus comentários

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.