Francisco, padroeiro dos jornalistas

O Papa Pio XI foi quem declarou São Francisco de Sales, o Santo deste dia, padroeiro dos jornalistas e escritores Católicos, já que nunca abandonou a arte da escrita. Nascido na Savóia em 1567 tornou com o socorro de Deus um exemplo de mansidão.

Formado em Direito, e com tudo para ser um ótimo advogado, Francisco contrariou os pais e acertou na vocação, ao entrar no Sacerdócio que advoga espiritualmente pelo povo de Deus. Depois de ordenado sacerdote foi, depois de um tempo, sagrado Bispo com a missão de lidar com os Católicos que foram para os Calvinistas.

Usou Francisco de folhetos e todos os meios possíveis para naquela época concientizar sobre a doutrina, isto através de encontros, diálogos, palestras e muito testemunho. Indo para a Genebra acabou nas mãos dos Calvinistas, porém conseguiu ser pastor, sábio, prudente , e escritos de caráter pastoral e acético.

Por fim encontramos o Tratado amor de Deus e a conhecida Filotéia, ainda hoje, influencia pessoas e situações. Outro grande mérito foi ter orientado para a vida espiritual a alma da Santa Joana e São Vicente de Paulo. Francisco faleceu no em 1622 com fama de fundador e principalmente santidade.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.