Família, Igreja doméstica

A evangelização da família é uma das grandes prioridades da nossa diocese. Ela propõe a evangelização do amor, que levará todos os membros da família a viver os laços de amor, impressos na nossa natureza humana, ao ritmo do Espírito Santo, que infunde o amor de Deus nos nossos corações e nos ensina a amar como Deus ama. Só assim a família será, além de comunidade natural, uma comunhão de fé, primeira concretização da Igreja, uma autêntica ‘Igreja doméstica‘.

Este ano o ‘Dia da Igreja diocesana’ estará centrado nesta proposta cristã para a família. Ponto de chegada, desejo que ele seja também ponto de partida para a renovação cristã da família. Porque todos estão integrados numa família, convoco a todos para essa festa da Igreja diocesana: os esposos, para que descubram o seu amor, a beleza e a exigência de um chamamento de Deus, que os levará a participar da paternidade divina, na experiência humana da paternidade e da maternidade; os jovens, que começam a pensar no seu próprio casamento, para que o descubram como uma vocação cristã; as crianças e os adolescentes, para que sintam na alegria da Igreja, a frescura do amor que envolve a vida.
Todos juntos faremos festa.

O Senhor ressuscitado estará no meio de nós; a comunhão de amor que o nosso Deus é, na comunidade trinitária, ajudar-nos-á a descobrir que somos todos ‘a Família de Deus’, o ‘Povo do Senhor’, a Igreja diocesana de Lisboa, a que eu presido, por mandato do Senhor, como sucessor dos apóstolos.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.