Eucaristia: Fonte de Cura e Libertação

Comecei a refletir sobre uma experiência que tive com a Eucaristia logo que entrei na comunidade Canção Nova.

Todos nós sabemos que na luz não há espaço para as trevas, por isso quando caminhamos com Jesus, nossas fraquezas começam a ficar evidentes e, tudo o que ainda não é luz em nós, começa vir à tona.
Diante desta verdade, comigo não poderia ser diferente, pois logo nos meus primeiros meses de vida comunitária, comecei a lidar com coisas ruins em minha vida, que nem eu tinha conhecimento e que faziam com que áreas de minha vida não emitissem a luz de Deus. Eram opressões espirituais que me deixavam muito mal, fazendo-me sentir perseguido, angustiado, com dores de cabeça, pesadelos, entre outras coisas mais, que suportei por uns quatro meses.

Diante das crises mais fortes, buscava alguém para orar por mim, pois estes atendimentos de oração me faziam sentir melhor e, me ajudaram a descobrir o que eu estava passando, que era uma contaminação espiritual de antepassados, mas por não saber exatamente de onde se originou esta contaminação, as crises voltavam, pois quando não eliminamos o mal pela raiz, ele volta, assim como a “tiririca” que quando não é arrancada por inteiro do solo ela volta a crescer.

Em meio às orações que eu fazia, e que as pessoas faziam por mim para que Deus me libertasse deste problema, Deus ouviu estas preces em uma Santa Missa. Lembro-me que esta missa foi em uma Quarta-feira à noite, e o Pe Edimilson era o Presidente da Celebração. Ali comecei a pedir a Deus que me libertasse de toda a opressão maligna que estava em minha vida, mas pensei:
“Preciso me converter. Por isso Jesus converta meu coração, pois não adianta nada eu ser curado e liberto e mesmo assim me perder, por isso mais do que cura e libertação, preciso é de conversão.”

Esta foi minha oração a Deus, mesmo em minha pequenez, Deus se fez grande ouvindo minhas preces, pois não sabia que para a conversão acontecer, era preciso antes passar por um processo de cura e libertação, para que liberto de todas as amarras que me prendiam, eu pudesse ser livre para buscar e viver a santidade.

Logo após receber a comunhão, voltei para o meu lugar e neste momento de ação de graças Deus me falou claramente:
“Te darei a libertação, pois é isso o que você realmente precisa.”

E logo após Deus ter me dito estas palavras, Ele prosseguiu dizendo claramente a origem da contaminação, que vinha de uma consagração feita a um espírito maligno, citando a geração em que se encontrava a contaminação, de que lado da família vinha e outros detalhes desta consagração, como o material ofertado e, a que espírito maligno tinha sido ofertado este material.

Acredito que Deus nunca tinha sido tão claro comigo, como foi neste momento de ação de graças logo após a comunhão. Após esta missa, passei por uma oração de quebra de jugo hereditário diante de tudo que Deus tinha me revelado e, nunca mais tive opressões espirituais.

“Conhecereis a verdade, e a verdade vos tornará livres” (Jo 8, 32).

Louvo a Deus pelo Seu poder e pela Sua Presença viva e real na Eucaristia, que hoje para mim, é a maior fonte de luz que conheço, onde reside todas as curas e libertações que preciso.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.