Ele se manifestou para o mundo!

Há poucos dias celebramos o aniversário natalício de Jesus. Agora, festejamos a Epifania do Senhor. Essa palavra vem do grego (epipháneia) e, tem como significado: a manifestação de Deus.

Podemos recordar os reis magos, que seguiram uma estrela até chegar a Belém, onde estava o Deus-Menino. E a Palavra diz: “Ao verem eles a estrela, regozijaram-se com grande alegria. E entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra. Ora, sendo por divina revelação avisados em sonhos para não voltarem a Herodes, regressaram à sua terra por outro caminho” (Mt 2,10-12).

Nós fazemos tudo muito diferente! O Natal, hoje, é tempo de uma alegria superficial, pois se fosse profunda, ele permaneceria por todo o novo ano. Infelizmente, isto não acontece.
Quantos presentes são comprados sem destino certo, para alguém que aparece de última hora, ou para a pessoa que havia esquecido?

Todos festejam! As ruas, os prédios e as casas são enfeitados com muitas luzes para comemorar o Natal. Empresas contratam profissionais para fazer uma bela festa para seus funcionários, outras levam-nos a restaurantes ou a clubes. Tudo de acordo com a criatividade para expressar a “solidariedade”. Quanta festa sem a presença do aniversariante!

Muitos dão presentes, mas esquecem do mais importante; ao amigo mais importante. O que Jesus quer é o nosso coração. Se O presenteássemos com isso, certamente, como os Reis Magos, teríamos uma profunda alegria no Natal, que, por conseguinte se estenderia ao novo ano. Reconheceríamos Jesus, iríamos adorá-Lo e, sobretudo, viveríamos o amor, acreditando que “O amor supera tudo”, como canta o meu amigo Cleidimar.

É interessante perceber que, uma semana depois do Natal, as pessoas já esqueceram que Jesus nasceu. É Ano Novo, mas de acordo com a idéia de muitos, o Amor manifestado no Natal não é mais lembrado. Por causa do medo do futuro, o homem – pensando ser inteligente – coloca a sua esperança em roupas brancas, em comidas exóticas, horóscopo, adivinhações, tarôs, simpatias, etc. Enquanto a Palavra de Deus diz “o Amor lança fora o medo”. (cf I Jo 4,18)

Que caminho queremos seguir em 2004: o de Herodes? O caminho da mentira, da morte, da eliminação…?
Ou o de Jesus? O da Verdade, da Vida, do Verdadeiro Caminho, do Amor…?
Não rejeite o sonho. Vamos sonhar que o Amor é possível, pois Ele está no meio de nós!

Tenha um 2004 pleno do Amor de Deus, que é o próprio Jesus!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.