E vós, quem dizeis que eu sou?

Jesus fez esta pergunta aos seus discípulos.

Mas, se tivéssemos que responder a Ele seria mais fácil. Sabemos que Ele é o Rei dos Reis, que assim o conhecendo, submetemos nossas vidas em suas mãos.

Quem está lhe perguntando é alguém que você conhece muito bem; tem estado ao seu lado; participou da sua vida em vários momentos; você foi também importante na vida dele. Não são estranhos, são amigos!

A cada dia ficamos mais comprometidos com aqueles que estão ao nosso lado, porque assim consideramos importantes e participamos mutuamente das transformações ocorridas em nossas vidas.

Você já deve ter participado da história de vida do seu amigo. Você pode ter conhecido suas etapas, as barreiras que teve que supera-las, até mesmo as dificuldades presentes que tem sofrido.

Pode ter percebido as grandes mudanças que Deus já realizou na vida dele, talvez teve o privilégio de conhece-lo antes e depois do momento onde ele se decidiu mudar de vida.

Sobre Jesus, sabemos que não teve pecados, mas desejou viver a nossa humanidade; o seu amigo, por sua vez, deseja deixar de viver submetido às tendências humanas para viver a santidade.

O que teria de responder a seu respeito?

Será que teríamos uma resposta revelada pelo Espírito Santo de Deus ou teríamos ainda a pressa de colocar nesta resposta, a nossa participação humana que por muitas vezes, ainda traz vestígios da maledicência, inveja, mentira e outras obras que não são do Espírito.

Uma maneira de controlar a nossa tendência talvez seria de nos perguntar antes de responder ou fazer qualquer comentário: “Como Jesus o considera?”.

Deus lhe abençoe,


Dado Moura

Dado Moura trabalha atualmente na  Editora Canção Nova, autor de 4 livros, todos direcionados a boa vivência em nossos relacionamentos. Outros temas do autor estão disponíveis em www.meurelacionamento.net twitter: @dadomoura facebook: www.facebook.com/reflexoes

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.