E quando chegar a doença?

Impressionante exemplo de conformidade com a vontade de Deus na doença, temos na pessoa de Jó, um santo homem. Ao perder os bens e a família, Jó exclamou:

“O Senhor deu, o Senhor tirou; bendito seja o nome do Senhor” (Jó 1,21).

A Igreja tem um sacramento especial para os que se encontram doentes: a Unção dos Enfermos. O Senhor diz: “Está alguém doente entre vós? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre o doente, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor. E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o aliviará. E se estiver em pecado, ser-lhe-ão perdoados” (Tiago 5,14-15).

Esta receita do Médico dos médicos é para pobres e ricos, graças a Deus, não nos custa dinheiro, somente fé. Vamos praticá-la quando necessário e ajudar os da nossa família e os do nosso convívio a usufruir desse direito que todo filho de Deus possui. Não adiemos para amanhã o que podemos fazer hoje.

Meu Senhor Sacramentado, eu Vos adoro com profundo respeito, e quero viver sempre com Vosso Amor. Não consigo compreender Vossos desígnios, mas ensinai-em a aceitar os sofrimentos e as provações desta vida, em total conformidade à Vossa Santa vontade.

Jesus, eu confio em Vós!

Trecho do livro: Quem ama sempre vence

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.