É para acrescentar

“Eu só posso estar na vida do outro se for para fazer o bem, para acrescentar. Se não for para isso, eu sou perfeitamente dispensável.”

Leu a frase acima?
Leia novamente…

Ouvi essa frase quando assistia ao programa “Direção Espiritual”, na TV Canção Nova, e quem apresentava era o Padre Fábio de Melo, a quem chamo carinhosamente de “meu querido amigo”.

Foi a melhor coisa que eu podia ter ouvido. Essa frase entrou dentro de mim cortando minha alma, quebrou as paredes duras do meu coração, rasgou um véu dentro de mim.

Sabe aquelas verdades que você está cansado de ouvir, mas que tem o tempo certo de entrar dentro da gente? Então… Foi o que aconteceu comigo quando ouvi meu amigo padre dizer essa frase. A verdade entrou de cheio. Como dizemos popularmente, “caiu a ficha”. E graças a Deus que ela caiu. Nada mais libertador do que conhecer a verdade e assumí-la.

Parei para pensar: o que eu estou fazendo na vida das pessoas?. Tenho tantos irmãos de comunidade, tanta gente que me procura pedindo ajuda. E eu? O que estou fazendo? Será que eu estou acrescentando, estou fazendo o bem? Fui obrigada a me rever. É impossível permanecer inerte diante da verdade.

Ainda estou me revendo e já descobri muitas coisas que fiz certo e outras que preciso mudar. É uma revisão a cada dia e desejo mais do que nunca viver para fazer somente o bem, fazer os outros felizes.

Partilho com você um pouco de mim, para que o bem que Deus me fez quando me revelou suas verdades através dessas palavras, chegue também a você e lhe traga vida nova, lhe traga ressurreição.

Que a verdade cause em você o efeito necessário para lhe trazer conversão.

Com carinho,

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.