Deus: o sentido da minha história

Escutando, certa vez, alguém falar sobre o como devemos nos posicionar como Homens que buscam e anseiam a santidade, algo me fez parar e refletir no quanto eu realmente me entregava ao Senhor, desejando de coração realizar todas as coisas por Ele e para Ele.

Logo passou um filme de minha vida toda em minha cabeça: atitudes, reações, erros, pecados, vitórias, lutas e uma infinidade de situações. Em tudo percebi o quanto Deus cuidou de mim, me acolheu e, principalmente, me amou!

A grande certeza que permaneceu em meu coração foi que em todos os dias de minha vida, o Senhor me ensinou, me conduziu rumo à maturidade do homem perfeito: Jesus Cristo. Claro que isso é uma construção que acontecerá por toda vida, mas entendi o caminhar do Senhor comigo.

Sei que lendo isto você deve estar se perguntando: Como isso é possível? Também foi a questão que brotou em meu coração quando o Senhor me revelou todas estas coisas. Digo, é possível!

O primeiro passo foi clamar pela misericórdia do Senhor e reconhecer todas minhas misérias e fraquezas. Clamei o batismo no Espírito Santo e pude reconhecer mais uma vez o quanto sou amado por Deus.

Perceba, isto é minha vida, algo real, palpável, frágil, não uma “estória” que se conta para comover pessoas.

Nosso testemunho tem peso, peso de uma história vivida, com alegria e sofrimentos, com acertos e erros, vitórias e derrotas, mas, tudo isso se renova quando vivemos em Deus.

Entendi que de nada adiantaria me sufocar de compromissos, fazer isso ou aquilo, achando que estou fazendo o bem, se em meu coração e em minha vida não existir a verdadeira motivação para minha entrega e doação. Motivação essa que só compreendemos com nossa vida, pois amadurecemos e somos capacitados para decidir pelo bem. É o nosso encontro pessoal com o Senhor.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.