Desejos de uma Alma

Ó humilhação bendita,
Humilhação que santifica.
Quanto vos busco, santa humildade
Para romper de uma vez com a vaidade.

Serei santa! Santa serei,
Com as virtudes da Mãe, para o céu irei
Se esta é a minha via de santidade,
Humilhada aos pés do Rei estarei.

Não importa o que eu passe,
Não importa o quanto doa.
Importa sim ser santa,
Importa sim ser casta.

Quantas virtudes almeja meu coração,
Mas sei que só pela dor virá a conversão.
Mas ainda assim não desisto,
Quero viver santificação.

Fecho os olhos e seguro em Tuas Mãos, ó Rei!
Tendo a Ti, ainda sofrendo, nada temerei.
Serei santa!
Serei santa, com as virtudes de uma santa!
Isto sim almeja meu coração
O resto é pura corrupção
Dos que buscam satisfazer os desejos do próprio coração.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.