Consagração: Uma opção de vida

Estou na Canção Nova há três anos, exatamente no dia 2 de janeiro de 1999 saí da casa dos meus pais em Olinda (PE) para ingressar na Comunidade. Minha primeira casa como pré-noviça foi Vitória da Conquista (BA). Para tomar esta decisão que para sempre ia mudar a minha vida, percorri uma longa caminhada com Deus. Quando olho para minha história percebo que Deus me escolheu.

A partir do meu nascimento, cuja gravidez era considerada a mais perigosa para a minha mãe e, embora muitos médicos aconselhassem meus pais a abortarem, Deus me segurou. Para surpresa de todos, a minha gestação foi a mais tranqüila e saudável. Com este fato comprovei: Deus me quis.

Hoje no meu segundo ano de juniorato na Canção Nova, que é o treinamento para iniciar a vida consagrada, constato que a minha realização e felicidade está em fazer a vontade de Deus. Sei que para o mundo sou um sinal: uma jovem de 22 anos que deixou seus estudos e sonhos para ser inteiramente de Deus. Tinha duas opções: uma era continuar meus estudos, realizar meu sonho de ser terapeuta e trabalhar com crianças deficientes, a outra era me consagrar a Deus.

Decidi livremente pela segunda opção. Sei que de todos que fazem esta opção, a cruz se torna amiga, mas a esperança de morar na casa do Pai um dia nos faz superar todos os obstáculos.

Nestes três anos de Canção Nova, trabalhando na TV, posso comprovar que o nosso trabalho santificado é um instrumento de salvação para milhares de pessoas no mundo inteiro, multidões se aproximam com sede de Deus. Isso é motivo de gratidão e não de vaidade, nós consagrados somos meros canais, servos inúteis, pequenos nas mãos de Deus. E como ninguém vive sozinho, somos uma grande companhia de pesca, e assim como um corpo precisa de seus membros, também nós dependemos uns dos outros.

O segredo para sermos fiéis é não perdermos de vista o nosso chamado: sermos de Deus, a conseqüência será a vivência do verdadeiro amor fraterno. Neste compromisso direi mais uma vez o meu sim a Deus e me alegrarei porque o Senhor me viu e escolheu.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.