Como Chegar à Verdadeira Felicidade?

O ser humano sempre buscou a felicidade. Em todas as civilizações existiram ‘códigos’ de felicidade. A história da humanidade é a longa e penosa aventura dos homens em busca da felicidade, quase sempre confundida com a busca ansiosa do prazer.

Toda pessoa humana é orientada para a felicidade. O próprio Deus infundiu no coração do ser humano esse desejo. Se temos sede é porque existe uma fonte para saciá-la…

Deus, ao nos criar dotados de inteligência, de consciência e de liberdade, quis que fossemos com Ele os autores da felicidade para a qual destinou a nossa raça. Sempre com Ele, sem nos afastarmos do Seu plano. Quando nos identificamos com a Sua vontade contribuímos para completar a Sua obra e damos à nossa vida o seu pleno desenvolvimento.

Todos procuram a felicidade, mas freqüentemente em endereços errados. Se for confundida com o prazer,que entedia, mas não satisfaz, será uma fonte de desilusões. Outros a identificam com o ter, com o poder, com alguma pessoa ou alguma coisa material. Pode ser confundida até com o egoísmo.

Quando isso ocorre, as pessoas instrumentalizam o irmão fazendo dele um degrau para subir mais alto ou um pedestal para sua própria vaidade.

Jesus nos ensina que a felicidade do ser humano não depende do que ele tem, mas do que ele é. Não está condicionada pela atitude dos outros a seu respeito, nem por outros bens como fortuna, saúde, bem estar. Não depende do rumo que requerem os acontecimentos, mas da maneira como reagimos diante deles.

Se vivermos como discípulos de Cristo, teremos em nós os meios de ser felizes.

Procurando a felicidade do céu, encontramos a felicidade na terra.

Quando o Evangelho ordena o amor e o cuidado pelo pobre, todos concordam; mas quando exalta o amor da pobreza, a mentalidade do mundo se revolta. Mas, a pobreza que Cristo exige de seus discípulos não se resume na situação econômica, mas na libertação da preocupação com o dinheiro o que torna a pessoa mais accessível às realidades espirituais.

A felicidade é um dom que Deus nos concede e que resulta da nossa fidelidade às suas leis.

A felicidade é uma conseqüência e não um fim. O nosso único fim é Deus.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.