Com Deus!

Qual é o nosso verdadeiro papel diante de Deus e da Igreja?

A todo momento, ouvimos que fazemos parte do Corpo Místico de Cristo e que este Corpo forma a Igreja, mas de que forma?

Imaginemos uma árvore carregada de frutos. Esta árvore é composta por várias partes: tronco, galhos com ou sem folhas, frutos, seiva.

Os galhos, as folhas, os frutos e a seiva não seriam possíveis sem a existência do tronco. Por sua vez, as folhas e os frutos não seriam possíveis sem os galhos. Acompanhando este raciocínio, deduzimos que o tronco desta árvore é o próprio Jesus que nos dá sustento e determinação através da seiva que é o Espírito Santo.

Os galhos somos cada um de nós, que podemos estar secos ou carregados de folhas. Quando secos, caímos por terra e de lá não somos mais capazes de levantar sozinhos, porém quando verdes e viçosos, propiciamos frutos dos mais variados sabores e formatos, cada um com seu tempo de maturação e suas necessidades particulares.

… E estes frutos, a quem pertencem?

Estes frutos serão colhidos no momento certo, pelo agricultor de tudo, que nada mais é do que o próprio Deus.

Deus, na sua infinita bondade, plantou o seu Filho Jesus no meio de nós que, através do Espírito Santo, nos impulsiona a realizar grandes obras.

Porém, depende de nossa receptividade e disponibilidade para produzirmos os frutos necessários a continuidade da vida.

Não é maravilhosa a forma com que Deus nos coloca como parte integrante do Corpo Místico de Cristo?’

Às vezes nos perguntamos o que devemos mudar em nós mesmos, para sermos
pessoas melhores… Muitas vezes não encontramos respostas simples e nos desesperamos tentando uma resposta menos dolorosa… Nestas horas lembro-me de um provérbio chinês, que nos dá a oportunidade de entender que nem tudo é fácil de conquistar mas após tê-la alcançado, tudo se torna muito mais acessível:

‘Ser um grande ser humano é ser humilde como o trigo que na hora da tempestade se curva à majestade Natureza e não ser como as grandes árvores, rijas e sem nenhum movimento, que são arrancadas da terra pela raiz e, toda a sua prepotência, cai juntamente com ela por terra.’

Fonte: comdeus

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.