Chamado à liberdade

Quem um dia nunca teve vontade de dar o seu grito de liberdade em diversas situações da vida? Como por exemplo, em relação aos nossos pais quando queremos fazer algo que não nos é permitido ou quando precisamos fazer o que não é da nossa vontade; em relação aos nossos professores quando nos sentimos diminuídos pela sua autoridade; na amizade quando não somos respeitados no nosso ponto de vista; no namoro quando, por falta de coragem para superar as diferenças, desistimos do outro; no emprego quando nos vemos obrigados a fazer coisas com que não concordamos. Muitas vezes nos pegamos em momentos em que queremos fazer valer o que achamos, o que sentimos ou até o que queremos.

Por que isso acontece? Por que essa vontade de ser livre em tudo é tão forte em nós?

Chamados à liberdade

A nossa criação está marcada pela liberdade. Nós somos fruto de um ato livre de Deus, de uma escolha d´Ele. Ao nos criar, semeou em nossos corações a liberdade de escolhê-L´O como nosso bem maior, como nos ensina o Catecismo da nossa Igreja no seu parágrafo 1730: “Deus criou o homem dotado de razão e lhe conferiu a dignidade de uma pessoa agraciada com a iniciativa e domínio de seus atos (…) para que pudesse ele mesmo procurar seu Criador e, aderindo livremente a ele, chegar à plena e feliz perfeição”.

A liberdade é, então, conseqüência do amor de Deus por nós, já que Ele não nos obriga a escolhê-L´O, antes nos faz à Sua imagem conferindo-nos a razão – inteligência – para que pudéssemos conhecê-L´O, e vontade para que pudéssemos amá-L´O, e, assim conhecendo-O e amando-O, pudéssemos livremente escolhê-L´O.

Como vimos, a liberdade é querida por Deus e somos chamados a ela, por isso não devemos nunca sufocar o desejo que o nosso coração possui de ser livre em todas as situações. Aqui está a resposta para as perguntas que fizemos no início dessa matéria. Temos a vontade de ser livre em tudo porque Deus quis assim, isso está em nós.

São Paulo nos ensina, na sua carta aos Gálatas, que somos chamados à liberdade “Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade” Gal 5, 13; “É para que sejamos homens livres que Cristo nos libertou” Gal 5, 1 e ainda nos diz que “Onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade” IICor 3, 17b.

Seja sincero: Você entende de verdade o que São Paulo quis dizer? Você entende por que Jesus veio nos libertar e por que só onde está o Espírito de Deus está a verdadeira liberdade?

2ª parte do texto: .: Liberdade que escraviza

Nilton Dall´Oca Júnior e Isabella Mantovani Gomes
Noviços da Comunidade Católica El Shaddai

Extraído da Revista O Pão da Vida nº 54 Jan/Fev 2005

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.