Casais santos!

Muita gente pensa que somente pessoas solteiras podem atingir a santidade, o que é um engano absoluto. Os casais são chamados a viver a santidade dentro do casamento e independente de ambos, ou um deles ser(em) mais assíduo(s) nesse propósito, pode-se alcançar a santidade, que é uma qualidade disponível a qualquer filho de Deus, casado ou não.

Recentemente, o Santo Padre o Papa João Paulo II, canonizou um casal. A novidade nesse caso foi exatamente a canonização de ambos (marido e esposa), sendo que, normalmente apenas um dos cônjuges alcançava o estágio de santidade. Todavia, isso acrescentou muito na fé de muitos casais, que nem se davam conta de que a própria Maria Santíssima e São José eram casados e nem por isso deixaram de ser santos.

Também Santo Antônio de Categeró, irmão da Terceira Ordem de São Francisco, era casado e tinha um filho; Santa Mônica, mãe de Santo Agostinho, tinha tanta fé, que rezou por quarenta anos para a conversão do filho e a Igreja, sabiamente, reconheceu sua santidade; Santa Isabel e São Zacarias educaram na fé seu filho, aquele que devia anunciar o Cristo, São João Batista; Santa Teodora, de Alexandria, perseguida pelo demônio, foi também uma santa casada.

Muitos outros casos existiram e é desejo de João Paulo II canonizar mais casais que tiveram uma vida de santidade, como testemunho para outros casais do mundo inteiro.
Quem recebeu o sacramento do matrimônio tem, na vida com o seu cônjuge e com os seus filhos, matéria-prima para uma vida de santidade.

Lemos em 1 Tes. 4, 3-5;7-8: ‘A vontade de Deus é que sejais santos e que vos afasteis da imoralidade sexual. Saiba cada um de vós viver seu matrimônio com santidade e honra, sem se deixar levar pelas paixões, como fazem os pagãos que não conhecem a Deus. Deus não nos chamou para a impureza, mas para a santidade. Portanto, quem rejeita esta instrução não é a um homem que está rejeitando, mas ao próprio Deus que vos dá também o seu Espírito Santo.’

Peça, com sua reta decisão em fazer a vontade Deus, a graça da plenitude do Espírito Santo, o Santificador em você, para que aconteça uma mútua santificação no seio familiar que Deus lhe deu a graça de constituir neste mundo e para o céu.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.