Amados Presbíteros do Brasil

Na festa de São Cura D`Ars padroeiro dos Párocos, recordamos o dia do Padre, o dia do Presbítero. Quero enviar a cada um de vocês o meu carinho, o meu abraço e as minhas preces.

A missão que temos é grande, às vezes parece-nos impossível. Ao mesmo tempo fomos e somos chamados embaixadores, de Deus em Jesus Cristo. É em nome Dele e por Ele que estamos “lançando as redes em águas profundas” (Lc 4). É em nome Dele e por Ele que fomos e somos enviados a “Evangelizar”. È em nome Dele e por Ele que fomos e somos chamados a anunciar: “O Reino de Deus está próximo, convertei-vos e crede no Evangelho”.

É em nome Dele e por Ele que fomos e somos desafiados pelo mundo globalizado, mas ao mesmo tempo temos um mundo de razões para continuar a nossa missão, principalmente por que Ele, Senhor e Mestre garantiu-nos: “ Não temais eu venci o mundo” (Jo17).

A nossa missão está a exigir de cada um de nós um passo cada vez mais firme na direção do amor, da entrega totalitária, do serviço incansável, da opção renovada a cada dia, no refazer momento por momento a nossa oblação gratuita por amor. Nem todo aquele que diz: “Senhor, Senhor! Entrará no Reino dos céus, mas só aquele que vive e pratica a vontade do meu Pai. Muitos me dirão: Senhor, Senhor, não foi em teu nome que profetizamos? Não foi em teu nome que expulsamos demônios? E não foi em teu nome que fizemos muitos milagres? Então eu lhes declararei: Jamais vos conheci, afastai-vos de mim, vós que rejeitais a lei” (Mt 7, 21-23).

Com cada um de vocês presbíteros e seus presbitérios diocesanos, cuja cabeça é o bispo, quero colocar-me como irmão e companheiro de caminhada, com uma única certeza, como diz o Apóstolo Paulo aos Romanos: “Tenho certeza de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem as potências celestes, nem o presente, nem o futuro, nem a altura, nem a profundeza, nem outra criatura qualquer será capaz de nos separar do amor de Deus que está no Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 8, 38-39).

Irmãos presbíteros recebam o meu abraço fraterno na comunhão que nos une, num só coração pulsando por Ele e pelo Reino.

Em Cristo Bom Pastor!
Dom Anuar Battisti
Bispo Diocesano de Toledo – PR

Fonte de Pesquisa – CNBB

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.